Arquivo da tag: neonazistas

Israel pede que partidos de direita da Europa se afastem de neonazistas

 

01. Junho 2014 – 19:22

JERUSALÉM (Reuters) – Israel pediu neste domingo que os partidos de direita da Europa não se aliem a partidos “neonazistas, racistas”, dizendo que não reconhecerá blocos políticos que tenham ligações com tais grupos. 

Depois das vitórias retumbantes nas eleições de 22 a 25 de maio para o Parlamento Europeu, diversos partidos nacionalistas e anti-imigração têm negociado para formar coalizões.

Apesar de a mudança para a direita refletir questões políticas domésticas, causou preocupação em um Estado judaico criado após o holocausto nazista que é um importante parceiro diplomático e comercial da Europa. 

“O significativo fortalecimento dos partidos que têm características neonazistas e racistas é muito preocupante”, disse o ministro das Relações Exteriores israelense, Avigdor Lieberman, ao político alemão Stephan Weil, de acordo com comunicado do gabinete de Lieberman. 

“Os países europeus deveriam examinar de perto as tendências que trouxeram isso à tona.”

Lieberman citou o húngaro Jobbik e o grego Aurora Dourada entre os partidos que Israel considera “ilegítimos”, e pediu que os direitistas mais moderados da Europa não se unam a eles.

“Uma facção que inclui um partido desse tipo precisa ser evitada”, disse Lieberman, um ultra-nacionalista que faz parte do governo conservador de coalizão do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.

(Por Dan Williams)

((Tradução Redação Rio de Janeiro, 55 21 2223-7155))

REUTERS LB

Reuters

Neonazistas alemães do NPD conquistam vaga no Europarlamento

Partido entrará pela primeira vez na história na Eurocâmara

O partido neonazista alemão NPD entrará pela primeira vez na história na Eurocâmara, segundo os resultados definitivos das eleições europeias na Alemanha publicados nesta segunda-feira e que confirmam a vitória dos conservadores de Angela Merkel.

Com 300 mil  votos e um resultado de 1%, o NPD conquistou um dos 96 assentos pertencentes à Alemanha na nova assembleia, contra 99 da legislatura anterior. O partido de extrema-direita se beneficia do sistema eleitoral alemão para a votação europeia, que passou ao proporcional integral e que, portanto, não prevê um número mínimo para conquistar uma cadeira. Esta reforma também permitiu que outros pequenos partidos, como o conjunto de associações Freie Wahler, afiliado aos Liberais europeus, o Partido para a Proteção dos Animais, o Partido da Família, o Partido Pirata ou o satírico Die PARTEI (O Partido) conquistassem um assento cada um. Este partido, fundado pelo humorista Martin Sonneborn, recebeu uma vaga com apenas 184.525 votos, 0,6% do total.

O partido conservador da chanceler Angela Merkel CDU/CSU ganhou as eleições com 35,3% dos votos (34 assentos), à frente de seu sócio de coalizão, o social-democrata SPD (27,3%, 27 cadeiras).

Fonte: AFP