Arquivo da tag: NOVA YORK

‘Policial canibal’ de Nova York é liberado pela Justiça

AFP – Agence France-Presse

01/07/2014 

Um ex-policial nova-iorquino condenado por planejar sequestrar, matar e comer mulheres – incluindo sua esposa – foi solto nesta terça-feira pela Justiça americana.

O caso de Gilberto Valle, apelidado de “policial canibal”, teve repercussão mundial. Valle, de 30 anos, foi condenado à prisão perpétua em março de 2013, mas foi liberado 21 meses depois por falta de provas.

O homem frequentava sites dedicados a fetiches envolvendo morte e sexo, e detalhava seus planos de sequestrar mulheres, afirmando que iria torturá-las, matá-las e comê-las.

Ele ainda apresentou uma lista detalhada de suas possíveis vítimas, incluindo amigas e sua esposa. Foi ela quem entregou o marido ao FBI (a polícia federal americana) e testemunhou contra ele no julgamento.

Entretanto, em um decisão de 118 páginas, o juiz Paul Gardephe afirmou que, apesar de as fantasias de Valle serem “depravadas”, nenhum crime foi realmente cometido.

“Ninguém foi sequestrado, nenhuma tentativa de sequestro ocorreu e nenhuma atitude fora da internet foi tomada para sequestrar alguém”, escreveu o juiz.

“Suas conversas e e-mails não são o suficiente, tomadas por si só, para constituir o planejamento de um sequestro”, acrescentou Gardephe.

Em curta sessão nesta terça, o juiz determinou que Valle fosse solto mediante uma fiança de 100.000 dólares. Os promotores anunciaram que vão recorrer.

Gardephe recomendou que, até que os recursos sejam julgados, Valle permaneça na casa de sua mãe, no Queens. Ele deverá usar uma pulseira eletrônica para monitoração, precisa realizar uma exame de saúde mental e está proibido de entrar na internet ou de deixar Nova York.

Sua advogada, Julia Gatto, comemorou a decisão, afirmando que seu cliente só era culpado de “ter pensamentos muito incomuns”.

“Pessoas não podem ser presas pelo o que pensam”, defendeu Gatto.

Valle foi preso em 2012, e também foi condenado por usar o banco de dados da polícia para compilar uma lista de potenciais vítimas.

O juiz Gardephe manteve a segunda acusação, punida com no máximo um ano de prisão.

Companhia lança classe business low cost entre Paris e Nova York

O voo entre Paris e Nova York (foto) é um dos com maior demanda no mundo.

O voo entre Paris e Nova York (foto) é um dos com maior demanda no mundo|Flickr/Justin in SD|RFI

Uma boa notícia para quem sonha em voar na classe business mas acha os preços dessa categoria muito elevados. A companhia francesa DreamJet vai começar a operar aviões com o conceito de “classe business low cost”, chamado de “La Compagnie”. O primeiro voo do trajeto escolhido, entre Paris e Nova York, ocorrerá no dia 11 de julho.

Os voos do “La Compagnie” já podem ser comprados no site da empresa. “Vamos vender assentos até 67% mais baratos que a concorrência”, declarou o diretor-presidente da DreamJet, Frantz Yvelin, em uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (16).

Em 2007, Frantz havia lançado a l’Avion, uma companhia com o mesmo conceito de classe business com preços mais acessíveis, que foi comprada pela British Airways em 2008.

A La Compagnie vai ligar o aeroporto Charles de Gaulle, em Roissy (periferia de Paris) ao de Newark, próximo de Nova York. O avião escolhido é um Boeing 757. Uma segunda aeronave deve começar a operar em outubro para realizar o trajeto, um dos que tem mais demanda no mundo, na aviação comercial.

Preços

O plano da DreamJet é fazer sete idas e voltas a Nova York por semana a partir de novembro. Por enquanto, é possível comprar um voo ida e volta para duas pessoas por € 1.776 (R$ 5.379), uma oferta de lançamento da companhia. O valor máximo será de € 5 mil (R$ 15,1 mil), “pelo menos 35% a menos que a concorrência”, observou o diretor-presidente.

“Nós prevemos chegar a um ponto de equilíbrio no negócio em 12 a 15 meses. Daqui a 12 a 18 meses, La Compagnie deve começar a dar lucro”, destacou Yvelin, explicando a estratégia de longo prazo da empresa.

A DreamJet foi criada no ano passado com um capital de € 30 milhões (R$ 90 milhões), um dos maiores na França em 2013. A companhia tem 40 funcionários e está instalada em Bourget, onde opera um dos principais aeroportos de voos negócios da França. 

Vinícius de Moraes será homenageado em Nova York

DIÁRIO DA MANHÃ|LUDIMILLA MOREIRA

Em 2014 o homenageado do ‘Festival de Cinema Brasileiro de Nova York’ será o poeta Vinícius de Moraes. O evento acontecerá de 1º a 7 de junho. A homenagem foi anunciada ontem, segunda-feira (19), pelos organizadores do evento. 

Na mostra, serão exibidos mais de dez filmes. A maioria terá estreia no evento, que será encerrado pelo cantor Toquinho. Durante 11 anos ele foi colaborador de Vinícius, na produção de 120 músicas e 25 discos. 

O evento é apresentado pelo circuito de festivais ‘Inffinito’ e contará com a exibição de um dos filmes mais elogiados recentes. “O lobo atrás da porta” e “Tatuagem”, são dois deles. 

As obras selecionadas para a competição vão concorrer ao prêmio “Lente de Cristal”, que escolhe o melhor curta e longa-metragem. A escolha será feita pelo público, conforme anúncio da organização da mostra. 

Fora da competição, será exibido “Vinícius”, obra de Miguel Faria, que fala sobre a vida de Vinícius, e “Orfeu”, que se passa no carnaval e é baseado na versão que Vinícius fez do mito grego de ‘Orfeu e Eurídice’. O filme é de Cacá Diegues. 

Mulher de dono da TelexFree é presa tentando fugir dos EUA

Katia Wanzeler, mulher de Carlos Wanzeler, um dos coproprietários da TelexFree, foi presa na noite de quarta-feira no Aeroporto Internacional JFK, em Nova York, enquanto tentava embarcar num voo para sair dos Estados Unidos, de acordo com informações do jornal The Boston Globe.

Entenda como funciona uma pirâmide financeira e evite o golpe

Carlos Wanzeler é considerado fugitivo pela polícia americana. Segundo o jornal, ele teria fugido dos Estados Unidos para o Brasil com um voo partindo do Canadá. Seu parceiro de negócios, James Merrill, foi preso na semana passada e está sob custódia, aguardando uma audiência que deve acontecer nesta sexta-feira.

O principal órgão regulador do mercado de títulos no Estado de Massachusetts acusou a TelexFree de promover um esquema de pirâmide que movimenta US$ 1 bilhão junto a públicos que incluem brasileiros residentes nos Estados Unidos. William Galvin, secretário de Estado de Massachusetts, afirmou que a empresa ofereceu títulos fraudulentos e não registrados no Estado e fez falsas promessas a potenciais participantes de que poderiam ficar ricos rapidamente.

“Esquemas de pirâmide não são nada de novo, nem esquemas que focam em públicos específicos, mas a comunicação moderna permite um amplitude global para eles”, disse Galvin em comunicado. Nos EUA, participantes do esquema têm que pagar US$ 289 por um kit de publicidade ou US$ 1.375 por cinco kits. Em troca pela publicação de anúncios publicitários pré-escritos em determinados sites, a companhia prometia retornos anuais de até 250%, disse Galvin.

Esquemas de pirâmide pagam mais aos participantes para recrutarem novos membros do que para venderem os produtos oferecidos. A TelexFree entrou com pedido de recuperação judicial no Estado norte-americano de Nevada na segunda-feira. Representantes da companhia não puderam ser contatados de imediato. “Por meio da oferta ou venda de títulos não registrados, a TelexFree tem causado e continua a causar grande prejuízo para minorias pouco instruídas ao atraí-las pelo falso pretexto de enriquecimento rápido”, afirma a acusação.

Confira quem são as pessoas mais ricas do Brasil e do mundo Confira quem são as pessoas mais ricas do Brasil e do mundo

Brasil

A TelexFree está proibida de operar no Brasil desde o ano passado. Ainda em maio, a empresa foi multada em R$ 5,59 milhões por desrespeitar o Código de Defesa do Consumidor e fazer propaganda enganosa. Segundo o Ministério da Justiça, a empresa omitiu informações sobre os serviços “prometeu lucros rápidos e fáceis, e induziu o consumidor em erro”. 

Nas investigações foram identificadas cláusulas abusivas nos contratos de adesão. A TelexFree, por sua vez, informou aos órgão de fiscalização que é uma empresa de marketing multinível e que seus divulgadores publicavam anúncios na internet, comercializavam pacotes de telefonia, e eram remunerados por esse serviço. De acordo com o ministério, a empresa não tinha autorização do órgão regulador para comercialização de tais serviços.

Fonte: Terra

Descarrilamento de metrô em Nova York deixa 19 feridos

AFP

Uma composição do metrô com cerca de mil passageiros a bordo descarrilou nesta sexta-feira  (2) em Nova York, deixando 19 feridos, quatro deles com maior gravidade, informou o Corpo de Bombeiros da cidade.

O acidente aconteceu com uma composição da linha F que se dirigia para Manhattan na altura da rua 65 com a Broadway, no Queens, indicou à AFP uma porta-voz da Autoridade Metropolitana de Transportes da cidade.
 

N/A

Bombeiros retiram passageiros por uma escada de emergência

“Temos um total de 19 feridos, 15 com ferimentos menores e quatro potencialmente graves”, disse depois à AFP um porta-voz dos bombeiros. A retirada dos cerca de mil passageiros do local do acidente levou por volta de uma hora.

Seis dos oito vagões da composição descarrilaram e ficaram danificados, segundo o presidente da MTA, Thomas Prendergast, citado na conta do órgão no Twitter. Ainda não se sabe o que causou o acidente.

“Foi uma experiência horrível. Pensei: ‘Acabou, não vamos sobreviver'”, disse Tayyib Siddiqui, de 31 anos, que estava no primeiro vagão, citado pelo jornal “New York Post”.

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio