Arquivo da tag: PARADA GAY

PM detém seis pessoas durante Parada Gay em SP

A Polícia Militar deteve seis pessoas até 19 horas de domingo, na Parada Gay, segundo o tenente-coronel Marcelo Pignatari, responsável pelo patrulhamento da região. Um dos detidos foi por porte de drogas. Os outros cinco, segundo Pignatari, faziam parte de um grupo radical e foram flagrados com soco inglês e machadinhas. No trio elétrico, os animadores alertaram o público sobre os riscos de ataques. “Andem em grupos e não aceitem provocações. Sabemos que alguns não gostam da gente”, disseram.

 
Também foram registradas ocorrências de furto e comércio irregular de bebidas, como vinho químico. Quase 1,5 mil PMs e 730 guardas-civis estavam no esquema de segurança. Para atendimentos de saúde, na maioria casos de embriaguez, havia 28 ambulâncias e cinco postos médicos. O investimento em infraestrutura, segundo a Prefeitura, foi de R$ 2 milhões.

SP: Padilha é 1º pré-candidato a desfilar na 18ª Parada LGBT

ImagemO ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, foi o primeiro pré-candidato das eleições de outubro a desfilar na 18ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. O pré-candidato do PT ao governo paulista desfilou no trio elétrico da Central Única dos Trabalhadores (CUT) ao som de “Show das Poderosas”, da funkeira carioca Anitta. Um fotógrafo da campanha de Padilha informou ao Terra que ele desfilou em mais dois trios, além do da abertura. Geraldo Alckmin (PSDB), governador de São Paulo, também esteve na região da avenida Paulista, mas foi embora antes de os trios começarem a desfilar. A 18ª edição da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo foi aberta oficialmente neste domingo com uma entrevista coletiva na qual ativistas cobraram autoridades para que a homofobia seja criminalizada. O desfile dos trios começou por volta das 13h30.

Fonte: Terra 

Vocalista do Raimundos para show por conta de ato preconceituoso na plateia

Um casal gay teria sido hostilizado por algumas pessoas que estavam presentes

DIÁRIO DA MANHÃ|LUDMILLA MOREIRA

O vocalista da banda Raimundos, Digão, parou um show na cidade de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, na última sexta-feira (02). Um casal gay foi alvo de preconceito por parte de alguns jovens que estavam por perto quando eles se beijavam. 

Foto:Reprodução

Foto:Reprodução

Segundo um dos fãs, logo depois que o casal se beijou algumas pessoas começaram a empurrá-los para fora. Foi então que a banda interrompeu a apresentação e convidou o casal para subir no palco. Os dois foram ovacionados pela maioria da plateia e ficaram emocionados com a atitude do cantor. Digão pediu que os dois se beijassem novamente e disse: “Estamos na era do amor, não da agressão”. 

O vocalista mais uma vez falou sobre o preconceito e pediu respeito a todos, depois seguiu com o show até o meio da madrugada.

Parada Gay interdita ruas e ciclofaixas de lazer em São Paulo

Estadão Conteúdo

Parada gay
A SPTrans desviou hoje 37 linhas de ônibus para a passagem da marcha e deslocamento do público da Parada do Orgulho LGBTT (http://www.sptrans.com.br/noticias/noticia.aspx?5245). “A Parada nunca é exclusiva do público LGBTT”, diz Fernando Quaresma, presidente da Associação da Parada do Orgulho LGBTT de São Paulo. “A cada ano tem aumentado bastante o número de participantes”, afirma. O tema da edição deste ano é a aprovação da lei de identidades de gênero.
 
Além da Avenida Paulista, palco principal da festa, serão bloqueados durante a manhã deste domingo trechos da Avenida Ipiranga, para a montagem da estrutura dos shows, da Avenida Brigadeiro Luis Antônio e a Rua da Consolação para a passagem dos trios elétricos. A orientação é de que as pessoas usem transporte público para ir ao evento. Motoristas devem ter mais atenção ao circular, principalmente, entre bairros das zonas sul oeste e o centro.
 
Também por causa da Parada, não estarão liberadas hoje as ciclofaixas de lazer, que voltam ao funcionamento normal no domingo que vem. As apresentações artísticas de encerramento estão previstas para começar no início da noite na Praça da República, no centro.
 
Segurança
 
Policiais militares acompanharão a Parada Gay a pé e de motocicleta e homens da Força Tática também participarão do esquema de segurança. De acordo com o comandante do 11.º Batalhão da Polícia Militar, Marcelo da Silva Pignatari, responsável pela região, o planejamento é acompanhar desde a concentração até horas depois do fim das atividades.
 
“O momento da dispersão é, historicamente, o que tem mais problemas”, explica. “Vamos identificar a possibilidade de problemas, que partem de quem ingeriu bebida alcoólica em excesso ou tenta pequenos furtos, e também a aproximação de grupos radicais”, diz Pignatari.

Parada Gay de São Paulo será no próximo domingo, na Avenida Paulista

DIÁRIO DA MANHÃ|LUDMILLA MOREIRA

No próximo domingo (04) acontece a 18ª Parada do Orgulho LGBT. Neste ano, o tema escolhido foi: “País Vencedor é País Sem Homolesbotransfobia: Chega de Mortes! Criminalização Já!”.

O objetivo é mostrar a importância da questão e reforçar o pedido de punições rígidas a quem praticar crimes de homofobia.

Foto:Reprodução

Foto:Reprodução

A atração principal será a cantora Wanessa (Camargo), que se tornou a “diva” brasileira do público gay. 

Além da parada, as atividades do mês do orgulho LGBT também seguem o mesmo tema. A programação inclui cinema, feira literária e palestras.

Hoje (1ª) acontece a Feira Cultural LGBT, com produtos voltados ao público gay, apresentações artísticas e um espaço para divulgação de ONGs.

Parada Gay de São Paulo será realizada no dia 4

De A Tribuna On-line

A 18.ª edição da Parada Gay de São Paulo será antecipada em um mês e terá um tema difícil de gravar em 2014: “País vencedor é País sem homolesbotransfobia: Chega de Mortes! Criminalização Já!”. O objetivo da Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo, organizadora do evento, é lutar pela criminalização da violência contra gays, lésbicas, travestis, transexuais e bissexuais.

“No ano passado, o Senado enterrou o Projeto de Lei 122, que criminaliza a homofobia. Mas não vamos nos calar, pois temos direito, assim como outros grupos agredidos em razão de cor e religião, a uma lei que nos proteja da crueldade e puna os agressores”, disse Fernando Quaresma, presidente da parada.

O evento costuma ser realizado no feriado de Corpus Christi, em junho, mas a Parada mudou de data por causa do calendário de jogos da Copa do Mundo. Neste ano, o evento será em 4 de maio – último dia do feriado prolongado do Dia do Trabalho. O objetivo é evitar que os participantes tenham dificuldade em se hospedar e arcar com as despesas na cidade.

Segundo a Prefeitura, 23 câmeras de segurança da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) estarão no trajeto dos trios elétricos que saem da Avenida Paulista e encerram o desfile na Igreja da Consolação, na região central. Até ontem, 15 trios já estavam confirmados. Um efetivo de 2.500 policias militares e 1.500 guardas-civis metropolitanos farão a segurança do evento.

Encerramento

Wanessa Camargo e Pedro Lima – finalista do programa The Voice Brasil em 2014, da TV Globo – farão o show de encerramento da 18.ª edição da Parada Gay. O palco será montado, como já é tradicional, na Praça da República, e as apresentações terão início às 19h. 

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio