Arquivo da tag: polícia

Doméstica é executada a tiros  durante assalto na zona Sudeste

Delegado “Bareta”

Imagem

Mais uma mulher é assassinada a tiros em Teresina, aumentando para 20 o número de vítimas este ano em todo o Estado. A jovem Francisca Michele de Sousa Silva, 30 anos, foi executada com um tiro ao tentar entregar a sua bolsa para dois bandidos quando saia com o pai e uma prima, cujos nomes não foram revelados, de uma churrascaria localizada na rua Asteca, na região do “Grande Dirceu”, na zona Sudeste de Teresina.

Segundo o policial Fred Maia, chefe de investigações do 8º Distrito, os três haviam acabado de sair da churrascaria e quanto entraram no veículo, modelo Gol, foram abordados. O pai e a prima estavam nos bancos da frente e conseguiram sair, mas os bandidos insistiram em tomar a bolsa de Francisca Michele, mas ela relutou em não entregar e tentou a sair do carro, oportunidade em que foi atingida e caiu na já foram do veículo.
 
Mesmo com a aglomeração de pessoas que se formou nas proximidades, eles entraram no veículo e saíram em alta velocidade e horas depois o carro foi encontrado abandonado no bairro Macaúba, na zona Sul de Teresina, no entanto, os primeiros levantamentos feitos pela polícia indicam que os delinqüentes residem na zona Norte de Teresina.
 
Os familiares que estavam no local ainda ligaram para o Samu e uma viatura saiu para o atendimento, mas quando chegaram ao local, não tinha mais nada o que fazer, ela já estava morta. Após os exames no local, o corpo foi removido para o Instituto de Medicina Legal – IML, onde foi examinado e horas depois liberado para o velório.
 
Inicialmente o crime foi investigado pelos policiais lotados no 8º Distrito, no 8º Batalhão e Rondas Ostensivas de Natureza Especial – Rone, mas a Delegacia de Homicídios, através do delegado Francisco das Chagas dos Santos Costa, o “Bareta”, coordenador daquela especializada, assumiu a investigação.
 
Ao falar sobre o caso, o delegado “Bareta” afirmou que logo depois do crime as diligências foram iniciadas e como várias pessoas presenciaram o delito, principalmente os familiares, existe a possibilidade de se fazer um retrato falado dos acusados, isto sem falar nas impressões digitais dos mesmos que com certeza ficaram no veículo do pai da vítima que foi abandonado na Macaúba e que também já foi periciado. ” Tudo será feito, dentro da legalidade para que eles sejam presos”, disse o delegado.

Churrasqueiro é procurado como acusado de homicíd

Imagem

O corpo de Gerciane ainda no local em que foi encontrado

A Polícia Civil já dispoõe de pistas importantes para desvendar o cruel assassinato da jovem Gerciane Pereira de Araújo, 25 anos, cujo corpo foi encontrado na manhã de anteontem, dia 16, nas proximidades do Cemitério São José, na zona Norte de Teresina, totalmente mutilado. O nome do acusado, já foragido, está sendo mantido em sigilo, mas poderá ser preso nas próximas horas.

De acordo com os levantamentos feitos pela polícia, o acusado é maranhense, churrasqueiro de um grande grupo de churrascarias de Teresina e residia em uma quitinete na zona Norte de Teresina, onde seus documentos e objetos pessoas foram apreendidos.
 
Para chegar ao autor do crime, a polícia primeiro trabalhou para identificar a vítima e quando isso aconteceu, passou a fazer um levantamento dos últimos passos da mesma. As investigações preliminares recaiam sobre os ocupantes de um veículo, cor vermelha, que estivem na casa da vítima, no bairro Morro da Esperança, na zona Norte à sua procura, mas depois os policiais descobriram que ela esteve em um bar em companhia de um rapaz e depois saíram de moto, sendo esta a última vez em que ela foi vista com vida. 
 
No local do crime, uma testemunha, disse ter ouvido gritos em direção aos trilhos do metrô, onde o corpo foi encontrado na manhã de dia seguinte e depois sair um rapaz com as vestes manchadas de sangue que foi embora em uma moto, cuja placa não foi anotada pela testemunha.
 
Localizada a quitinete onde o acusado morava, a polícia entrou e encontrou uma calça – ainda com o cinto – em um balde sendo lavado, uma mochila com manchas de sangue e todos os documentos do suspeito que também não apareceu mais no local de trabalho e, por este motivo, está sendo procurado pela policia como sendo o acusado de autoria do assassinato que comoveu Teresina e que ainda obtem repercusão nos meios de comunicação.

Ato político-cultural em São Paulo lembra morte de Cláudia Ferreira

Agência Brasil

Organizações de mulheres negras de São Paulo fazem na tarde desya sexta-feira um ato político-cultural em homenagem a Cláudia da Silva Ferreira, que foi atingida por uma bala durante uma operação da Polícia Militar no Morro do Congonha em Madureira, no Rio de Janeiro, no dia 16 de março. Ao ser socorrida pela PM, ela teve o corpo arrastado por mais de 300 metros, preso ao porta-malas de uma viatura. O evento foi chamado de A Paixão de Cláudia em referência à sexta-feira da Semana Santa.

“É uma metáfora às mulheres que tanto sofreram em nome de outras pessoas, filhos, maridos, sobrinhos, várias gerações sustentadas por elas”, explicou uma das organizadoras do evento, Nina Vieira, integrante dos coletivos Manifesto Crespo e Roda da Mãe Preta. O ato teve início em frente à Igreja da Consolação, no centro capital, e seguiu em cortejo ao som de atabaques, por volta das 15h30, até a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos. “Os tambores são uma forma de nos conectar com os nossos ancestrais, especialmente, as lutadoras”.

Após uma hora de caminhada, os participantes chegaram à estátua da Mãe Preta, em frente à igreja, e fizeram uma oferenda de rosas vermelhas. “O ato tem como propósito falar não só sobre o que aconteceu com a Cláudia, mas também com toda a população negra que enfrenta diariamente a negligência dos governos”, disse Nina. Ela destacou que a proposta é fazer um ato político, mas de forma pacífica. “Por isso também que optamos por fazer em um feriado. Não é nossa ideia atrapalhar o trânsito do centro”, destacou.

O viúvo de Cláudia, Alexandre Fernandes Silva, 42 anos, que também esteve presente ao ato, lembrou que a presença do Estado, normalmente, ocorre por meio da violência nas favelas. “Tem comunidades que a UPP [Unidade de Polícia Pacificadora] trata o morador da mesma forma que antes, nada mudou”, avaliou. Cláudia era auxiliar de serviços gerais, mãe de quatro filhos e educava mais quatro sobrinhos. Alexandre, hoje, é responsável pela educação de oito crianças e adolescentes.

O ato teve continuidade com apresentações culturais no Largo do Paissandú. Foram convidados grupos de danças tradicionais, como o Jongo; sarau de mulheres negras; rap; djs; e dança. A educadora Adriana Gonçalves, 30 anos, decidiu participar do protesto porque avalia que casos como o de Cláudia são emblemáticos em relação ao tratamento dado à população negra. “Temos a memória muito curta. Não podemos deixar que isso não passe de uma comoção momentânea”, avaliou. De acordo com a programação, as atividades culturais seguem até as 20h

Motociclista dá “carona” a ladrão até delegacia

O homem estava em lambreta e presenciou o roubo; depois, ele ofereceu a “ajuda” ao ladrão e o levou até a delegacia na China

Homem tenta fugir, mas é pego por oficiais / Reprodução/LiveLeak/Lake8737Homem tenta fugir, mas é pego por oficiaisReprodução/LiveLeak/Lake8737

Da Redação noticias@band.com.br
 

Um ladrão que havia acabado de roubar uma jovem em Beihai, na China, aceitou uma “carona” de um motociclista estranho e acabou sendo levado até uma delegacia de polícia (assista ao vídeo). 

 

O homem, de 29 anos, estava em uma lambreta e presenciou o roubo. Depois, ele ofereceu a ajuda para que o assaltante fugisse, segundo o site “QQ”. 

 

O condutor, então, o levou até uma delegacia onde o suspeito acabou detido. 

Farmacêutica é assassinada com um tiro na nuca em Duque de Caxias

Dominique Coutinho Barbosa, de 28 anos, foi morta num ponto de ônibus. Polícia cogita a hipótese de crime passional

O DIA

Rio – A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) investiga a morte da farmacêutica Dominique Coutinho Barbosa Rosa, de 28 anos, assassinada com um tiro na nuca, na noite desta quinta-feira, no Parque Paulista, em Santa Cruz da Serra, Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. As hipóteses da polícia são de crime passional ou tentativa de roubo.

De acordo com a polícia, ela tinha saído do trabalho, por volta das 20h, no ponto de ônibus da Rua 27 com Avenida 31 de março, foi morta. Nenhum pertence foi levado. No local foi encontrado próximo ao corpo ovos de Páscoa que a vítima havia comprado para o filho de cinco anos. O delegado Fabio Salvadoretti, da Divisão de Homicídios da Baixada, esteve no local e disse existir uma câmera próximo de onde ocorreu o crime, mas que ela não conseguiu flagrar o momento da morte de Dominique.

Polícia prende suspeito durante sequestro relâmpago na Grande SP

Imagem
Um suspeito foi preso em flagrante ao realizar um sequestro relâmpago por volta das 23h30 desta quinta-feira (17). O crime teve início no bairro Tatuapé, zona leste de São Paulo, e, após perseguição, o homem foi detido na rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos, Grande SP.

A vítima, de 29 anos, contou que estava dentro do carro, esperando a namorada sair de casa, quando o criminoso chegou armado com um revólver e o obrigou a ir para o banco do passageiro. A namorada viu a ação e chamou a polícia.

Ainda segundo relato da vítima, o bandido disse que precisava do carro para fugir de um roubo que havia cometido momentos antes. Nervoso, ele gritava com uma arma apontada para o rosto da vítima: “Já matei a minha esposa e para matar outro não me custa nada”.

Preso suspeito de integrar quadrilha especializada em fraudes a bancos

A Tribuna/Eduardo Velozo Fuccia

Um homem acusado de integrar uma rede especializada em fraudes bancárias foi preso por policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos logo após sacar dinheiro e realizar uma transferência eletrônica de valores.

A captura de Alessandro Alves Ramos, o PX, de 19 anos, ocorreu na agência do Banco Itaú situada na esquina da Rua Brás Cubas com a Avenida Rangel Pestana, na Vila Mathias, às 16h15 de quarta-feira.

O rapaz, autuado em flagrante por estelionato, reside no Vale do Ribeira. Com ele foram apreendidos dois cartões bancários do Itaú, a quantia de R$ 5 mil recém-sacada e o comprovante de transferência de mais R$ 2.183,05 para a conta de Alexandre Alves Ramos, seu irmão.  

Segundo o investigador Walfredo Bernardes Filho, o setor de fraudes do Itaú entrou em contato com a DIG quando PX surgiu na agência para realizar a retirada e a transferência dos valores. A conta do rapaz está sob suspeita por causa de movimentação de R$ 80 mil ocorrida no mês passado.

Naquela ocasião, a considerável quantia fora transferida de forma fraudulenta da conta corrente de uma pessoa física cliente do Banco do Brasil para a conta do acusado, sendo depois sacada. A vítima é do Rio de Janeiro.

“As quadrilhas especializadas nesse tipo de fraude aliciam pessoas, que fornecem os seus nomes para a abertura de contas nas quais é transferido o dinheiro desviado de terceiros”, explica o chefe dos investigadores da DIG, Marcelo Canuto.

Embora PX tenha utilizado o nome verdadeiro para a abertura da conta, os demais dados cadastrais são falsos, como endereço e local de trabalho. O irmão do homem preso também abriu uma conta no Itaú valendo-se do mesmo expediente ilícito.

A justificativa para a abertura da conta dada pelo acusado ao banco foi a de que nela seria depositado o seu “salário”. A empresa mencionada por  PX existe, mas ela informou que o golpista não integra o seu quadro de colaboradores.

Geralmente, as quadrilhas conseguem realizar dois saques até a fraude ser descoberta e a conta, bloqueada. Depois, os bandos aliciam outras pessoas para a abertura de novas contas em troca de um percentual dos valores movimentados.

Como as transações costumam envolver mais de uma unidade da federação, ou seja, as vítimas são de estados diversos daqueles para os quais o dinheiro é desviado, a polícia tem dificuldades para apurar os golpes e prender em flagrante os estelionatários.

A partir da captura de PX, a DIG espera identificar outros membros da quadrilha, embora o procurado da Justiça nada tenha revelado sobre quem o recrutou para abrir a conta no Itaú. “Não sei como o dinheiro caiu na minha conta”, alegou.

Menor é apreendido após matar dois durante assalto

DIÁRIO DA MANHÃ/HÉLIO LEMES

Um menor de 15 anos, de idade foi apreendido na última quinta-feira (17) em Rio Verde suspeito de matar dois homens no sudeste do estado após tentativa de assalto.

Segundo a Polícia Militar (PM) o  menor baleou um senhor de 64 anos que teria reagido ao assalto em sua mercearia, o proprietário do estabelecimento não resistiu aos ferimentos e morreu.

De acordo com a PM após atingir, o dono da mercearia o suspeito dez minutos depois, praticou outro assalto, em outro estabelecimento comercial, e na fuga um homem, de 48 anos, tentou deter o menor que disparou contra o homem, que morreu no local.

A Polícia conseguiu chegar até o suspeito, através de câmeras de segurança de casas vizinhas, o menor foi apreendido e com ele foi encontrado um revólver calibre 32. O suspeito confessou o crime. De acordo com a PM só este ano ele já foi apreendido em outras três oportunidades por roubo.

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio