Arquivo da tag: prefeitura de manaus

Manaus: secretários e vereadores vão devolver dinheiro de ingressos da Copa

Alex Rodrigues – Repórter Agência Brasil Edição: Nádia Franco

banner Brasil 2014

Os secretários municipais, servidores da prefeitura e vereadores de Manaus que receberam do Poder Executivo local ingressos para assistir aos jogos da Copa do Mundo marcados para a capital amazonense terão de devolver aos cofres públicos o valor correspondente aos bilhetes.

ingressos da Copa

ingressos da CopaMarcello Casal Jr./Agência Brasil

Cada um dos 22 secretários da administração direta e indireta recebeu oito ingressos – um par para cada uma das quatro partidas disputadas em Manaus. Vários gestores também foram beneficiados pela iniciativa da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), que adquiriu 544 ingressos da Fifa. Para justificar a despesa, a fundação alegou estar investindo em “promoção turística”.

A Secretaria Municipal de Comunicação informou que todos os contemplados terão de depositar o valor correspondente na conta bancária da prefeitura. O controle do reembolso ficará a cargo da própria Manauscult.

Os 41 vereadores também concordaram em ressarcir os cofres públicos pelos ingressos que receberam na semana passada. Cada parlamentar deverá depositar o dinheiro na conta da prefeitura e apresentar o comprovante de depósito. Os valores a serem ressarcidos por cada um dependem da localização dos assentos.

Segundo a secretaria, a proposta inicial da Manauscult era convidar jornalistas e profissionais de outros estados para visitar a cidade, conhecer a Arena Amazônia e o potencial turístico local. Os ingressos, no entanto, só foram entregues no dia 11 deste mês, véspera da abertura do Mundial, e a apenas três dias do primeiro jogo em Manaus.

Ainda de acordo com a secretaria, o prazo exíguo, a falta de vagas em hotéis e a dificuldade de conseguir passagens aéreas de última hora acabaram inviabilizando a iniciativa. Por isso, o diretor-presidente da Manauscult, Bernardo Monteiro de Paula, decidiu distribuir os ingressos entre as autoridades municipais que contribuíram para que a cidade seja uma das sedes do mundial.

“O Bernardo Monteiro de Paula, que é muito competente, agiu com boa intenção, mas foi um pecadilho da administração. Fizemos uma reunião e foi decidido que o dinheiro dos ingressos vai ser ressarcido, como manda o manual do tratamento da coisa pública. Os ingressos que foram destinados aos vereadores também terão recursos ressarcidos para a administração municipal”, garantiu o prefeito, Arthur Virgílio Neto.

Prefeitura de Manaus justifica atrasos e equívocos em obras da Copa

Em entrevista, mais da metade dos secretários municipais explicaram atrasos e exaltaram esforços da Prefeitura

Vista noturna da Arena da Amazônia e de Manaus. Foto: Chico Batata/Agecom-AM

MANAUS – Entre justificativas para atrasos em obras e apresentação de promessas cumpridas, 13 das 24 secretarias municipais apresentaram na manhã desta terça-feira (13) a Manaus que receberá a Copa do Mundo. “Nossa cidade, em comparação a outras, evoluiu pouco em relação ao transporte”, declarou o titular da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho. “Enquanto a cidade vai dormir durante a Copa, nós vamos sinalizar [as vias]”, revelou o diretor-presidente do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), Paulo Henrique Martins.

A exatamente 30 dias do início do maior evento futebolístico do mundo, 13, dos 24 secretários do prefeito Arthur Neto falaram durante quase três horas sobre as ações de suas respectivas pastas. Eles responsabilizaram os escassos recursos do Tesouro Municipal, a ausência de verba do Governo Federal e os chuvosos invernos amazônicos pelos atrasos e equívocos das obras na capital amazonense. “Cortamos recursos e reduzimos custeios das nossas secretarias”, disse o diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo de Paula. “O que tem sido feito, é pela boa vontade do prefeito que está tirando dinheiro ‘de pedra’”, falou Pedro Carvalho.

Secretários municipais em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (13). Foto: Izabel Santos/Portal Amazônia

O superintendente também fez mea-culpa sobre o modal escolhido para Manaus, o BRS (Bus Rapid Service). “Escolhemos a tecnologia errada, o sistema que está aí é para cidades pequenas”, disse. “É uma pena, nós perdemos a oportunidade de estar inaugurando o sistema BRT, uma tecnologia mais avançada. Perdemos o bonde”, lamentou Carvalho.“Não teremos Zona Azul durante a Copa”, admitiu o titular do Manaustrans. “O processo licitatório vem se arrastando e a gente sabe quando começa, mas não sabe quando termina”, explicou.

Placas de sinalização

De acordo com Paulo Henrique, do Manaustrans, o órgão iniciará a instalação de 250 placas com sinalização específica determinada pela Fifa nas ruas de Manaus até o fim do mês. Outra ação importante é a determinação de linhas de ônibus exclusivas para o deslocamento de torcedores até a Arena da Amazônia. Os ônibus partirão de pontos estratégicos da cidade nos dias de jogos. O superintendente Pedro Carvalho não revelou quantos ônibus e nem quais seriam os pontos estratégicos, mas assegurou que já foram escolhidos e que a Prefeitura trabalhará com sistema troncal.

Questionado se a ação resultaria na redução do número de coletivos que atendem os bairros da capital, Pedro garantiu que não haverá prejuízo aos usuários. “Temos que levar em consideração que nesse período já não teremos aulas e será ponto facultativo. E cada jogo terá uma programação diferente”, explicou.