Arquivo da tag: PUBLICAÇÃO

Mais de 20 poemas inéditos de Neruda serão publicados este ano

AFP – Agence France-Presse

18/06/2014 

A Fundação Pablo Neruda achou mais de 20 poemas inéditos do Prêmio Nobel de Literatura chileno que serão publicados neste ano por ocasião do 110º aniversário de sua morte, informou a editora Seix Barral.

Os poemas foram encontrados dentro de caixas com os manuscritos de suas obras durante uma revisão do arquivo da fundação dedicada ao escritor chileno falecido em 1973, poucos dias depois do golpe militar do ditador Augusto Pinochet.

Os textos foram escritos depois da publicação de “Canto geral”, em 1950.

A publicação das obras inéditas está prevista para o final de 2014 na América Latina e início de 2015 na Espanha, para coincidir com o 110º aniversário de seu nascimento e os 90 anos do lançamento de sua obra mais conhecida, “Vinte poemas de amor e uma canção desesperada”.

Presidiárias publicam fotos sensuais

Secretaria de Justiça faz varredura no presídio feminino de Cuiabá para descobrir de onde saem fotos de detentas, até nuas

Diário de Cuiabá|Gustavo Nascimento

Presidiárias da penitenciária feminina Ana Maria do Couto May, em Cuiabá, estão utilizando a internet para postar fotos sensuais nas redes sociais. Além das imagens, que incluíam até mesmo fotos nuas, as detentas utilizam a rede para se comunicar com presos em outras unidades. 

As postagens eram realizadas através de celulares e dispositivos móveis. Para que não sejam identificadas, as presas utilizavam nomes fictícios e pseudônimos. 

Um das detentas, identificada como E.C.O., de 30 anos, utilizava o pseudônimo de Kayte Sorra Magalhães na rede social Facebook. Ela tenta não chamar muito atenção em seu perfil para não alertar a força policial. Mesmo assim, nas fotos revelam claramente os boxes das celas. 

Ela foi identificada por ter participado de um latrocínio, roubo seguido de morte, do ex-diretor do Centro de Reabilitação Dom Aquino Corrêa, Pedro Dornelas Netto, no ano de 2006 e foi sentenciada a 17 anos de prisão. 

Na ocasião, Dornelas foi amarrado em uma árvore e assassinado a golpes de faca e pauladas. Os criminosos haviam roubado R$ 1,3 mil da vítima e ainda tentaram sacar dinheiro de um caixa eletrônico com o cartão da mesma. Ela chegou a cumprir pena em regime semiaberto em 2010, porém perdeu o benefício em 2011 por má conduta. 

No perfil de Kayte outras detentas estão adicionadas. Elas não mantém a mesma discrição e posam para fotos em poses sensuais e eróticas. Até mesmo topless foram publicados nas redes sociais. Nas páginas também existem conteúdos em apoio às facções criminosas Comando Vermelho e Primeiro Comando da Capital, originárias do Rio de Janeiro e São Paulo. 

Em uma das fotos, um usuário questiona se a ela estaria na prisão e pergunta e se conhecia o pessoal do “Pascolzinho” (Penitenciária Central do Estado). Em outra foto ela é xingada por ter cometido o crime e mesmo presa acessar a internet como se nada houvesse acontecido. 

Não é de hoje que os presídios da Capital registram este tipo de atividade. No final de 2013, presos da Penitenciária Central do Estado foram flagrados atualizando o status no Facebook com fotos que mostravam eles jogando vídeo game, dormindo e consumindo entorpecentes. 

A assessoria da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) informou que está realizando uma varredura completa na unidade para descobrir qualquer tipo de aparelho com o acesso à internet. A assessoria informou que a equipe de Inteligência da Polícia Civil está investigando as informações para identificar se as usuárias pertencem ao sistema penitenciário mato-grossense. 

Caso a situação se confirme, elas serão encaminhadas para a Justiça definir punições que vão desde a perda de benefícios até o agravamento da pena. 

Dilma sanciona Marco Civil da Internet

A presidenta Dilma Rousseff sancionou hoje (23) o Marco Civil da Internet durante a abertura do Encontro Global Multissetorial sobre o Futuro da Governança da Internet – NET Mundial, em São Paulo, que reúne representantes de governos, sociedade civil, técnicos e usuários da rede de vários países. A nova lei será publicada em edição extra do Diário Oficial ainda hoje.

O marco civil, aprovado pelo plenário do Senado na noite de ontem (22), define os direitos e deveres de usuários e provedores de serviços de conexão e aplicativos na internet. A aprovação abre caminho para que os internautas brasileiros possam ter garantido o direito à privacidade e à não discriminação do tráfego de conteúdos.

 Presidenta Dilma Rousseff

A presidenta Dilma Rousseff avaliou o marco civil como “um passo fundamental para garantia da liberdade, da privacidade e do respeito aos direitos do usuário da internet”Valter Campanato/Arquivo Agência Brasil

Após assinar a sanção, Dilma iniciou seu discurso defendendo o respeito aos direitos humanos, à privacidade e à liberdade de expressão na internet. “Os direitos que as pessoas têm offline também devem ser protegidos online”, comparou.

Ontem (22), pelo Twitter, Dilma avaliou o marco civil como “um passo fundamental para garantia da liberdade, da privacidade e do respeito aos direitos do usuário da internet”, além de destacar o papel da lei na garantia da neutralidade do caráter livre e aberto da rede mundial.

A presidenta também destacou os mecanismos de defesa dos direitos dos usuários estabelecidos com a nova legislação. “O novo marco civil estabelece que as empresas de telecomunicações devem tratar de forma isonômica quaisquer pacotes de dados. Além disso, o marco civil veda bloquear, monitorar, filtrar ou analisar o conteúdo dos pacotes de dados. O nosso modelo de marco civil poderá influenciar o debate mundial na busca do caminho para garantia de direitos reais no mundo virtual”, escreveu Dilma em sua conta pessoal no Twitter.