Arquivo da tag: Racionamento

Com volume morto, nível do Sistema Cantareira cai para 21,9%

Sistema tem registrado baixa no nível de armazenamento há 33 dias consecutivos

REUTERS

São Paulo – O nível do Sistema Cantareira, principal conjunto de reservatórios de água da região metropolitana de São Paulo, recuou para 21,9% nesta segunda-feira, segundo dados da companhia de saneamento e abastecimento do estado, Sabesp.

O dado considera o uso da chamada “reserva técnica” ou “volume morto”, água que está abaixo do nível de captação das comportas das represas e precisa ser bombeada para chegar às estações de tratamento. Desconsiderando esse volume, o nível do sistema seria atualmente de 3,4%.

O Cantareira tem registrado baixa no nível de armazenamento há 33 dias consecutivos, numa média de redução diária de 0,1 ponto percentual. O Estado enfrenta a pior crise hídrica em 80 anos, diante de um início de ano com chuvas bem abaixo da média que não serviram para recuperar represas para temporada de estiagem do inverno, cujo pico ocorre entre julho e setembro.

Se o ritmo de redução do nível de água do Sistema Cantareira for mantido, o volume armazenado será esgotado entre final de janeiro e início de fevereiro do próximo ano.

Desconsiderando o volume morto, o nível do sistema seria atualmente de 3,4%

Foto:  Reuters

A Sabesp tem calculado que o Sistema Cantareira poderá continuar fornecendo água à população até março, considerando expectativas de meteorologistas de retorno das chuvas a partir do final de setembro.

Segundo o grupo de usuários de água Consórcio PCJ, desde o início do ano choveu 300 milímetros a menos do que a média histórica do sistema e a vazão de água que entra no Cantareira foi 60% menor que a média histórica para o período. O grupo inclui 30 grandes empresas, como a cervejaria Ambev.

Além dos cerca de 9 milhões de moradores da região metropolitana de São Paulo, o Sistema Cantareira abastece cidades do interior do estado. Porém, a crise fez a Sabesp atender cerca de 2 milhões de pessoas desse universo com água de outros sistemas, como o Guarapiranga e Alto Tietê, que exibiam níveis de 73,2% e 27,4%, respectivamente, nesta segunda-feira.

Além da transferência de água entre sistemas, a Sabesp implantou a partir de fevereiro medida de incentivo à economia pela população na forma de desconto nas contas. O programa foi ampliado nos meses seguintes e atualmente envolve cerca de 19 milhões de habitantes, nos 31 munícipios atendidos pela Sabesp na região metropolitana e 11 cidades da região Bragantina, no noroeste do estado.

Segundo a empresa, atualmente 91% da população reduziu consumo de água. Desse total, 54% cortou o consumo médio em pelo menos 20%, o suficiente para terem direito ao desconto de 30% na conta.

A Sabesp afirmou que desde fevereiro a produção no Sistema Cantareira tem caído sem parar. Naquele mês, saíam 31.770 litros por segundo da Estação de Tratamento de Água Guaraú. Em março, a produção média diminuiu para 27.650 litros; em abril foram 25.200 litros e em maio, a média até o dia 13 foi de 23.180.

A redução no período foi de 8.590 litros por segundo. “Essa água é suficiente para abastecer 2,6 milhões de habitantes, uma cidade do porte de Fortaleza”, afirmou a Sabesp, sem comentar se poderá implantar novas medidas para enfrentar a estiagem nos próximos meses.

Dilma Rousseff garante que não haverá racionamento de energia

Estadão Conteúdo

Em jantar com a comunidade judaica, na noite desta quarta-feira, em São Paulo, a presidente Dilma Rousseff garantiu aos empresários presentes no encontro que não haverá racionamento de energia no Brasil. “Foi muito enfática nesse ponto”, afirmou João Dória, empresário que participou como convidado do evento.
 
Segundo Dória, a presidente teria dito que não poderia garantir da mesma forma que não haverá racionamento de água em São Paulo. “Ela fez uma colocação em relação a São Paulo de que São Paulo deverá ter racionamento de água”, afirmou. “Certamente vai haver uma resposta do governador (Geraldo) Alckmin”, disse.
 
O empresário foi um dos únicos a fazer perguntas à presidente. E teve um tom de crítica. “Perguntei sobre como ela reage em relação à credibilidade do Brasil no exterior, que é quase nenhuma” afirmou. Segundo Dória, a resposta de Dilma foi longa, com muitos números, mas “não apresentou de fato quais providências no plano econômico pretende adotar para melhorar esse sentimento”. “Ela tem uma opinião contrária a esse sentimento dos investidores e das instituições que avaliam o rating”, afirmou.
 
Dória afirmou ainda que dos três pré-candidatos que o empresariado já ouviu, o tucano Aécio Neves é o que tem “uma sintonia maior”. “Até porque ele já definiu Armínio Fraga como seu formulador e o Armínio traz uma credibilidade mais substancial”, opinou.
 
O jantar desta quarta-feira foi oferecido pelo presidente da Confederação Israelita do Brasil, o médico Claudio Lottenberg. Estiveram presentes cerca de 80 convidados, entre empresários, políticos e intelectuais.

Nível do Sistema Cantareira fica estável em 12,2%

Estadão Conteúdo

Imagem

Depois de apresentar queda na quinta-feira, o nível dos reservatórios do sistema Cantareira ficou estável nesta sexta-feira. De acordo com os dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), o volume de água armazenado nas reservas permaneceu em 12,2%. Na mesma data do ano passado, o índice do Cantareira era de 63,9%.

Conforme os dados da companhia, a pluviometria acumulada em abril para a região do Cantareira continua em 83,6 mm. A média histórica para o mês é de 89,3 mm.

O governo do estado de São Paulo pretende iniciar ainda neste semestre a cobrança de multa para quem elevar o consumo na Grande São Paulo. Ontem, em entrevista à imprensa, o secretário estadual de Saneamento e Recursos Hídricos, Mauro Arce, disse que o plano está em fase de estudo e deve ser anunciado em maio, para começar a ser aplicado em junho.

Em fevereiro, com a situação crítica dos reservatórios, especialmente o Sistema Cantareira, a Sabesp decidiu conceder um desconto de 30% na fatura de água e esgoto para os consumidores abastecidos pelo sistema que economizassem 20% de seu gasto médio mensal. No fim de março, a companhia ampliou o universo de clientes com desconto, concedendo o benefício para clientes de outros sistemas, como o Alto Tietê. Desde o dia 16 de abril, a empresa vem veiculando um anúncio na internet, via YouTube e na TV, informando que o desconto foi estendido para 31 cidades na Grande São Paulo.

Ontem, a Sabesp também informou que não aplicará imediatamente o índice de reajuste estipulado pela Agência Reguladora do Estado de São Paulo (Arsesp) para a primeira revisão tarifária da concessionária. Com uma semana de atraso, a autarquia definiu em 5,44% o valor final para o reposicionamento das tarifas, com aplicação autorizada a partir do dia 11 de maio.
 

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio