Arquivo da tag: REAL MADRID

Real quer Ronaldo de volta caso Portugal seja eliminado

Diário de Notícias|Nuno FernandesHoje

 
Real quer Ronaldo de volta caso Portugal seja eliminado
Fotografia © Gustavo Bom / Global Imagens

Responsáveis do Real Madrid preparam-se para pedir ao jogador e à FPF para CR7 voltar caso a seleção perca com os EUA. Mas Ronaldo quer ficar até ao fim.

É mais um braço de ferro. O dirigentes do Real Madrid estão muito preocupados com o estado do joelho esquerdo de Ronaldo e querem pedir ao jogador e à FPF que CR7 volte a Madrid caso Portugal seja derrotado este domingo à noite pelos Estados Unidos. A notícia é avançada na edição deste sábado do jornal espanhol AS, mas ao que parece o clube blanco não terá muita sorte, já que a intenção de Ronaldo é mesmo ficar até ao fim seja qual for o resultado do jogo de amanhã diante dos Estados Unidos.

Na prática, o que o Real quer é poupar o jogador a mais um jogo que não adiantaria nada a Portugal, ou seja, pedir à FPF para dispensar Ronaldo da partida frente ao Gana, marcada para o dia 26. Isto, claro, caso Portugal fosse eliminado do Mundial no jogo deste domingo diante dos EUA.

A intenção do Real Madrid era a de que o jogador, em caso de um desaire com os EUA, deixasse a concentração lusa para se poder incorporar nos trabalhos do Real Madrid já a partir de 21 de julho, sendo que até lá teria um mês de férias. Mas ao que tudo indica, Ronaldo e a FPF não vão satisfazer os desejos do clube espanhol

 

Rivais de Madrid fazem de Lisboa a capital do futebol espanhol

Atlético e Real Madrid decidem a fina da Liga dos Campeões neste sábado

O DIA

Portugal – A capital da Espanha vai mudar de endereço. Pelo menos neste sábado, durante a final da Liga dos Campeões, Lisboa, em Portugal, vai mexer com o coração e a mente dos torcedores dos dois maiores clubes de Madri. No Estádio da Luz, às 15h45 (de Brasília), Real e Atlético farão um confronto histórico, rumo à eternidade. E, também, desigual. Apesar da rivalidade, não há como negar a superioridade dos merengues, com mais vitórias, títulos, dinheiro e torcida que o adversário.

Comandado por Cristiano Ronaldo, o Real Madrid busca sua décima taça na principal competição de clubes da europa. Já o Atlético de Madrid confia no talento do brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa para conquistar seu primeiro título. Motivação não falta, após a conquista do Espanhol diante do poderoso Barcelona, sábado passado, no Camp Nou.

Cristiano Ronaldo e Diego Costa são as principais esperanças de gol na final da Liga dos Campeões

Foto:  Arte: O Dia Online

Já a motivação do Real Madrid está na sua pujança, na sua imensa tradição. É o clube mais vitorioso do futebol mundial, que mais vende camisas, arrecada dinheiro e é cobrado a fazer sucesso — é a entidade esportiva mais valiosa do planeta, segundo estudo da revista Forbes, cotada em R$ 7 bilhões. 
Se na Espanha o domínio, ao lado do Barcelona, dura mais de 50 anos, na Europa os merengues reinaram por dois períodos: fim dos anos 50 e começo dos anos 2000.

Entre 1955 e 1960, o Real de Gento, Puskás e Di Stéfano faturou cinco Ligas dos Campeões, e outra em 1966. Depois, amargou jejum de 32 anos, mas recuperou o posto de clube europeu mais forte em 1998 e venceu as ‘Champions’ de 2000 e 2002, com galácticos como Zidane, Beckham, Figo e Ronaldo. 
Já o Atlético de Madrid, na virada para o século 21, amargava uma das piores crises da história: rebaixado no Espanhol em 2000, levou dois anos para retornar à elite e só a partir de 2006, com a chegada da dupla Kun Agüero/Diego Forlán, voltou a incomodar Real e Barcelona.

Os atleticanos só regressaram à Liga dos Campeões em 2008, após jejum de 12 anos que começou em 1996, quando venceram o Espanhol. Depois, voltaram em 2009 e ficaram mais quatro anos ausente, mas acumularam duas conquistas da Liga Europa, em 2010 e 2012 — a última sob o comando de Diego Simeone.

Foi exatamente com o ídolo argentino que se iniciou o período mais glorioso do clube desde os anos 70, quando chegou à final da Liga dos Campeões e faturou o Mundial Interclubes e dois Espanhóis. Três anos no cargo e quatro canecos para Simeone, que foi jogador do Atlético por seis anos e estava no time vencedor de 1996.

Craques estão confirmados na decisão

Após uma semana de muito suspense, Cristiano Ronaldo e Diego Costa, os craques da decisão de hoje, em Lisboa, deram um drible em suas lesões e estarão em campo na primeira final da história da Liga dos Campeões entre times da mesma cidade — a quinta com dois representantes do mesmo país, situação que o Real Madrid viveu em 2000, quando bateu (3 a 0) o Valencia. O astro português se recuperou de dores musculares, enquanto o brasileiro naturalizado espanhol, após apelar para um tratamento com placenta de égua, não sente mais dores na coxa direita, treinou bem na sexta.

 

Matéria de Alysson Cardinali e Lucas Calil

Real Madrid se despede da Liga com vitória Leia mais em: http://zip.net/bwnpp7

MADRI, 17 Mai 2014 (AFP) – O Real Madrid, já sem chances de ser campeão, despediu-se do Campeonato Espanhol com uma vitória de 3 a 1 em casa sobre o Espanyol, pela 38ª e última rodada, mas sofreu com as baixas de duas estrelas da equipe, Cristiano Ronaldo e Karim Benzema.

A uma semana da final da Liga dos Campeões contra o Atlético de Madri em Lisboa, Cristiano Ronaldo, que era cotado para entrar em campo neste sábado como titular da equipe ‘merengue’, deixou o campo durante o aquecimento sentindo dores musculares e nem sequer ficou no banco de reservas.

Durante o jogo, o francês Benzema foi substituído no segundo tempo e levou a mão ao púbis, causando preocupação. O atacante também vinha sofrendo com outros problemas físicos nos últimos dias.

Superando estes contratempos, o Real Madrid despediu-se da Liga com uma vitória, graças a um gol de Gareth Bale, com um chute cruzado após bom passe de Benzema, aos 19 minutos do segundo tempo, e dois gols de Álvaro Morata, em dois contra-ataques puxados pelo argentino Ángel Di María, aos 41 e 45 minutos da etapa final.

O português Luis Miguel Afonso Fernandes ‘Pizzi’ descontou para o Espanyol nos acréscimos.

O Real Madrid, que acabou a temporada em terceiro lugar no Campeonato Espanhol, já está totalmente focado na final da Liga dos Campeões, mas escalou um time repleto de titulares nesta sábado.

O Espanyol do técnico mexicano Javier Aguirre é o 13º na tabela da Liga.

A partida serviu de aperitivo para o grande jogo deste sábado na Espanha, o Barça-Atlético, que decidirá o campeão nacional.

 

Real Madrid é o clube mais valioso do planeta pela segunda vez

Clube foi avaliado pela Forbes em 3,4 bilhões de dólares

Real Madrid é o clube mais valioso do planeta pela segunda vez <br /><b>Crédito: </b> Christof Stache / AFP / CP
Real Madrid é o clube mais valioso do planeta pela segunda vez 
Crédito: Christof Stache / AFP / CP

Finalista da Champions League, Real Madrid foi apontado pela revista Forbes, pelo segundo ano seguido, como o clube mais valioso do planeta na atualidade. O clube merengue e o seu arquirrival, Barcelona, encabeçam a lista das agremiações que acumularam mais ativos na temporada 2013/14, segundo garante a prestigiada revista americana. Esta é a primeira vez que dois clubes espanhóis rivalizam no topo da tabela.

Pelo segundo ano consecutivo, o Real Madrid figura na liderança, avaliado em 3,4 bilhões de dólares (R$7,6 bilhões), uma valorização de 4% em relação à temporada passada (2012/13). Em segundo lugar, surge o Barcelona, que conseguiu o feito de empurrar o inglês Manchester United para a terceira posição. 

Essa é a primeira vez que dois clubes espanhóis aparecem no topo da relação das agremiações mais valiosas do planeta.
O Barcelona fora avaliado em 3.2 bilhões de dólares (R$ 7 bilhões) , um acréscimo de 23%, enquanto o Manchester United surge com uma avaliação negativa de 11% em relação ao ano passado, e com um valor comercial de 2.8 bilhões de dólares (R$ 6,1 bilhões).

Fonte: Lancepress

 

Real Madrid empata com o Valencia e vê título espanhol mais distante

Agora, equipe de Cristiano Ronaldo depende de tropeços dos rivais Barcelona e Atlético

O Real Madrid não soube aproveitar o tropeço do rival Atlético, que perdeu do Levante mais cedo. Jogando em casa, o time do melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo empatou com o Valencia em 2 a 2, neste domingo, no Santiago Bernabeu. Sergio Ramos e Cristiano Ronaldo anotaram os gols do Real. Mathieu e Parejo marcaram para o time visitante.

O resultado deixa o Real com 83 pontos, a cinco dos Colchoneros, mas com uma partida a menos, que será cumprida na quarta-feira, contra o Valladolid, fora de casa. Ainda há chances de título do Campeonato Espanhol, mas o Real não depende apenas dele para consegui-lo. 

Fonte: Lancepress

 

Real goleia Bayern e vai à final da Liga dos Campeões

Estadão Conteúdo

O Real Madrid não tomou conhecimento do Bayern de Munique nesta terça-feira e despachou o atual campeão com o expressivo placar de 4 a 0, na Allianz Arena. Mesmo jogando na casa do rival, do técnico Josep Guardiola, o time espanhol fez valer seu mortal contra-ataque, em detrimento ao toque de bola dos alemães, e garantiu seu lugar na grande final da Liga dos Campeões. No placar geral, fechou o confronto por 5 a 0.

Agora o time espanhol aguarda pelo confronto entre Chelsea e Atlético de Madrid, nesta quarta-feira, no estádio do time londrino, em Stamford Bridge. O jogo de ida terminou sem gols. A grande decisão da Liga dos Campeões está marcada para o dia 24 de maio, em Lisboa.

Com três gols em apenas 18 minutos, o Real encerrou nesta terça um jejum de 12 anos sem jogar uma final do torneio europeu, após cair nas três semifinais anteriores. De quebra, encerrou o domínio recente do Bayern, que sonhava com a terceira decisão consecutiva – a quarta das últimas cinco edições.

A grande vitória ainda devolveu a eliminação na semifinal de 2012, quando o Bayern levara a melhor pela quarta vez sobre o Real nesta fase da competição. Até então, os espanhóis só haviam batido o rival alemão na semifinal em 2000. O Real também reduziu a desvantagem no retrospecto geral na competição, contando agora com nove vitórias, contra 11, em 22 partidas disputadas contra o Bayern desde 1976.

Não bastassem esses números, o Real comemorou o feito individual de Cristiano Ronaldo. O atacante marcou seu 15º e o 16º gol, novo recorde em uma edição da Liga dos Campeões. Ele deixou para trás o rival Lionel Messi e o brasileiro Mazzola, ambos com 14 gols.
 

N/A

O time espanhol despachou o atual campeão com o expressivo placar de 4 a 0, na Allianz Arena

O JOGO

Apesar da pressão da torcida alemã e do grande aproveitamento do Bayern em casa, o Real Madrid não se abalou no início da partida e adiantou sua marcação para dificultar a principal arma dos anfitriões: a intensa troca de passes.

Em desvantagem depois de perder a ida por 1 a 0, o Bayern se mostrou mais preocupado com o ataque, e a posse de bola, do que com a defesa. Imprudente, quase levou o primeiro gol aos 8 minutos, em finalização de Gareth Bale.

Melhor em campo, o Real fez valer a superioridade no placar aos 15 minutos. Após cobrança de escanteio, Sérgio Ramos cabeceou sem dificuldade para as redes e silenciou a Allianz Arena. Foram necessários apenas quatro minutos para o visitante repetir a dose em jogada quase idêntica.

Modric cobrou falta na área e o mesmo Sérgio Ramos, sem qualquer marcação, mandou de cabeça para o gol: 2 a 0. Depois dos gols em bola parada, foi a vez do Real lembrar seu incrível poder ofensivo em contra-ataque. E, aos 33, Bale disparou pela intermediária e deu passe para Cristiano Ronaldo, também sem marcação, bater por baixo das pernas do goleiro Neuer.

Os gols abalaram os jogadores do Bayern, o que deixou a partida ainda mais tensa. Pequenos desentendimentos aumentaram dentro de campo e o árbitro precisava intervir com frequência. O clima só esfriou no intervalo.

Sem esconder o desânimo diante da inesperada desvantagem, o Bayern foi para o ataque no segundo tempo. Finalizou mais, permaneceu a maior parte do tempo cercando a área do Real. Mas não conseguia diminuir o placar por causa da eficiente defesa espanhola.

Nem as entradas de Götze, Javi Martínez e Pizarro, nas vagas de Ribéry, Mandzukic e Thomaz Müller, na metade da etapa, mudou o jogo para o Bayern. O time da casa seguia limitado no ataque. Valorizava demais a posse e finalizava pouco.

Mais cauteloso, o Real fechava os espaços na intermediária para minimizar o efeito da posse de bola do rival e fazia intervenções eficientes na defesa. Na parte final, o técnico Carlo Ancelotti deu chances ao jovem Isco e ao brasileiro Casemiro, que entrou em campo aos 38 minutos, na vaga de Di María, mas não teve pouco tempo para mostrar serviço.

Mas o volante pôde assistir ao quarto gol dos espanhóis em Munique. Em cobrança de falta despretensiosa, Cristiano Ronaldo bateu rasteiro e viu a barreira abrir e sabotar Neuer. A bola morreu no canto direito do goleiro, selando a goleada dos visitantes, aos 44 minutos.

Com a eliminação, o Bayern perdeu a chance de repetir a tão almejada tríplice coroa, obtida na temporada passada. Dono do título alemão, o time ainda pode faturar o troféu da Copa da Alemanha em maio.

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio