Arquivo da tag: SEDE

Decisão deve sair hoje

Policiais militares e bombeiros decidem hoje ser irão paralisar atividades durante a Copa; ontem, eles se reuniram com o governador

Diário de Cuiabá|Gustavo Nascimento

Polícia Militar e Corpo de Bombeiros participarão de “Dia D” para decidir se param ou não durante a Copa do Mundo. Ontem (9), servidores passaram o dia reunidos com o governador Silval Barbosa e com equipe técnica para discutir propostas da greve. 

A reunião começou por volta das 10h e terminou somente às 18h30. Membros das associações dos oficiais, cabos, soldados, subtenentes, sargentos e homens do Corpo de Bombeiros, cobraram melhorias da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), Secretaria de Estado de Administração (SAD), Casa Civil, comandantes gerais e do governador Silval Barbosa. 

Os servidores pedem a equiparação salarial com a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC-MT). A primeira proposta dos trabalhadores era para que esta equiparação fosse realizada até 2015. Após negativa do governo, os trabalhadores apresentaram uma nova proposta parcelando a equiparação até 2017. 

Conforme o presidente da Associação dos Oficiais (Assof), o major Wanderson Nunes de Siqueira, o governo apresentou uma contraproposta para os trabalhadores, que ainda não está de acordo com o pedido. Ainda assim, os sindicalistas levarão o novo documento para a assembleia geral da categoria, que será realizada na tarde desta terça-feira (10). 

Segundo Wanderson, a reunião será o “Dia D” para os profissionais definirem o futuro da categoria. A falta de avanço nas negociações torna real a possibilidade de greve geral, mesmo com a Copa do Mundo. Dos 1,7 mil homens que a Sesp vai disponibilizar para o Mundial, 1,2 mil são PMs. Os policiais são os responsáveis pelo policiamento ostensivo e distúrbios civis, como no caso de manifestações. 

Conforme os policiais, a categoria tem sido submetida a uma jornada de trabalho duas vezes maior a de outras corporações pertencentes a Sesp. Os Servidores reclamam do não pagamento do adicional noturno e de insalubridade. Eles também calculam uma defasagem salarial que chega até 60% do que os profissionais recebem hoje. 

Em maio, a categoria fez um dos maiores protestos de sua história. Quase mil militares interromperam o trânsito e invadiram a Assembleia Legislativa (AL) do Estado para cobrar que os deputados tomassem partido no embate. 

A assessoria da Governo, afirmou que a legislação eleitoral impede a alteração dos valores dos vencimentos não apenas de PMs, mas de todos os servidores públicos em ano de eleição. A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) seria um dos outros fatores que atrapalhariam as negociações. A assessoria disse que enviou uma nova proposta, porém não divulgou os valores. 

Cineteatro Glória de Cachoeira será reinaugurado no próximo dia 18

Secretaria da Cultura da Bahia|09/06/14 

IPHAN entrega, totalmente restaurado, importante equipamento cultural para o Recôncavo Baiano

A comunidade do município de Cachoeira receberá o Cineteatro Glória totalmente restaurado. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e a Prefeitura de Cachoeira assinaram na última sexta-feira (06) o termo de cessão de uso gratuito e a sua reinauguração será no próximo dia 18. O imóvel bem como os bens móveis e equipamentos foram tombados pelo IPHAN, em 30 de novembro de 1937.

O investimento da Superintendência do IPHAN/BA na total restauração do cineteatro permitirá o seu funcionamento e abertura à comunidade da cidade e região. O prédio vai contar com salas de projeção, foyer, hall, sanitários, depósitos, subestação de energia, galerias, mobiliário em geral e camarins. O IPHAN adquiriu um aparato moderno para a exibição de filmes; equipamentos de iluminação cênica, cenotécnia, sonorização e projeção.

“O Cineteatro Glória está pronto para atender a eventos culturais, principalmente nas áreas de cinema, teatro, dança e música”, ressalta o superintendente do Instituto, Carlos Amorim. A cessão de uso do imóvel vigorará pelo prazo de dez anos, mas qualquer mudança no cineteatro dependerá da aprovação do IPHAN.

Carlos Amorim destaca que o Instituto e a Prefeitura vão examinar a implantação das atividades culturais, de forma a melhor racionalizar o uso dos espaços, visando promover a auto-sustentabilidade do monumento. Na assinatura do termo, o prefeito de Cachoeira, Carlos Pereira Menezes, agradeceu a ajuda do IPHAN, com investimentos continuados na restauração e conservação dos monumentos históricos tombados no município.

Desativado por mais de 20 anos

 

O Cine-Teatro Cachoeirano, anteriormente chamado como Cineteatro Glória, que integra o conjunto arquitetônico e paisagístico tombado pelo IPHAN, está desativado há mais de 20 anos. O prédio foi comprado em 2009 pelo IPHAN em estado precário de conservação.

O prédio foi construído em 1922 na Praça Teixeira de Freitas, por Cândido Massena Vaccarezza, intendente de Cachoeira na época. O Cineteatro Glória foi inspirado no clássico filme italiano “Cinema Paradiso” e um dos primeiros cinemas do País e do interior da Bahia.

Foto: Divulgação – IPHAN – BA

Fonte: Ascom – IPHAN – BA

Apesar de liminar, Metrô amanhece com linhas paralisadas

De A Tribuna On-line

Apesar da decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que, na quarta-feira, concedeu liminar que determina a manutenção de 100% do funcionamento do Metrô nos horários de pico (das 6h às 9h e das 16h às 19h) e de 70% nos demais horários de operação nesta quinta-feira, três das cinco linhas do Metrô de São Paulo foram paralisadas no início desta manhã, por conta da greve dos metroviários paulistas.

De acordo com a Companhia do Metropolitano, por conta da paralisação, os trens das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha não circulavam no início da manhã. Apenas as linhas 4-Amarela e 5-Lilás operavam normalmente. Os trens da 5-Lilás iniciaram o dia parados, mas por volta das 5h30, segundo o Metrô, começaram a circular. Às 6h28, o Metrô informou que as Linhas 1, 2 e 3 passaram a operar parcialmente, mas as portas continuavam fechadas em muitas das estações.

Em entrevista à rádio Jovem Pan, na manhã de hoje, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) criticou a decisão dos metroviários de cruzarem os braços. Disse que o governo fez todos os esforços para que a paralisação não acontecesse. “Mas a categoria já estava determinada a isso. É uma greve de caráter político”, afirmou o governador.
 

Usuários fazem fila na estação Corinhianas-Itaquera fechado devido à greve

Usuários fazem fila na estação Corinhianas-Itaquera fechado devido à greve

Na zona leste da cidade, usuários dos trens da CPTM também encontraram dificuldades na estação Corinthians-Itaquera. A estação que interliga as linhas 3-Vermelha (Metrô) e 11-Coral (CPTM) também foi fechada.  

SP bate recorde de trânsito pela manhã

Com greve de marronzinhos e metroviários, o trânsito bateu recorde de congestionamento no período da manhã nesta quinta-feira. Às 9h havia, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), 193 km de ruas e avenidas congestionadas. Isso representa 22,3% dos 868 km monitorados pela companhia – o normal para o horário é 11,9%.

O recorde anterior havia sido verificado no dia 22 de maio – 168 km de lentidão às 9h. O recorde histórico para o período da manhã, no entanto, ainda não foi atingido. De acordo com a CET, o maior pico de congestionamento verificado das 7h às 10h, aconteceu no dia 23 de maio de 2012 quando a cidade registrou 249 km de ruas e avenidas travadas.

Por conta da greve de metrô o rodízio foi suspenso. São Paulo também amanheceu sem os agentes de trânsito que fazem uma greve por tempo indeterminado. Algumas faixas reversíveis não foram montadas o que complica ainda mais o trânsito.

Procurada, a CET diz que não tem como mensurar o tamanho da paralisação dos agentes nem quantas faixas reversíveis deixaram de ser montadas nesta manhã.

Reunião

Na quarta-feira, terminou sem acordo a reunião entre representantes do Sindicato dos Metroviários de São Paulo e representantes do Metrô, apesar de a empresa ter elevado a proposta de reajuste que daria aos trabalhadores para 8,7%.

De acordo com o presidente do sindicato da categoria, Altino Melo Prazeres Júnior, a categoria não aceitará uma proposta com reajuste inferior a dois dígitos, ou seja, menos de 10%. Os metroviários reivindicam 16,5% de reajuste salarial. “Espero que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) pense e, até a hora da assembleia, faça uma proposta possível de aceitarmos. Menos de dois dígitos não dá. Fora isso, há outros fatores a serem negociados.”

Melo disse ainda que a categoria concordaria em não fazer a greve, caso o governo estadual aceite liberar a catraca. “O governo está colocando que não quer ter prejuízo, mas, de alguma forma, o Metrô vai parar.” Ele alertou que, mesmo com número reduzido de funcionários trabalhando, o Metrô terá problemas. A greve será feita por tempo indeterminado e os trabalhadores farão assembleias todas as noites para decidir a continuidade.

Manifestantes ocupam sede da Odebrecht

Integrantes do MST se juntaram aos protestantes do coletivo Resistência Urbana, que faz nesta quinta-feira três atos em SP contra despesas do evento

Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto invade do prédio da construtora Odebrecht / Brazil Photo Press/FolhapressMovimento dos Trabalhadores Sem-Teto invade do prédio da construtora OdebrechtBrazil Photo Press/Folhapress

Da Agência Brasil noticias@band.com.br

Cerca de 100 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) ocuparam por 15 minutos o hall de entrada do escritório da construtora Odebrecht, na Marginal Pinheiros, na zona oeste da capital paulista. Eles se juntaram aos manifestantes do coletivo Resistência Urbana, que faz hoje (8) três atos na capital paulista contra os gastos da Copa do Mundo.

Os militantes do MST saíram em marcha junto com os integrantes do coletivo Resistência Urbana, no Metrô Butantã. Os sem terra decidiram entrar na sede da empresa e picharam as paredes do prédio. Durante a entrada, os seguranças recuaram, evitando o confronto.

“Odebrecht ganha bilhões com a Copa em cima do sangue de operários e do dinheiro de todos nós”, diz um das faixas do grupo. Em outro cartaz, a foto do diretor-presidente da empresa é divulgada com a frase “Fora, Odebrecht”. Por volta das 11h, o movimento foi encerrado.

Para Kelly Maffort, integrante da direção nacional do MST, um dos impeditivos para a reforma agrária no país é a designação de um orçamento de apenas 0,15% para essa política. “Esse número é extremamente baixo e cai a cada ano, mas o Estado brasileiro tem se dedicado a grandes investimentos em grandes eventos, com a Copa”, declarou. Ela critica também o fato de que os recursos públicos estejam sendo destinados para empresas.

Em relação à Odebrecht, ela destacou que a empresa, embora seja mais conhecida pelos empreendimentos na área de construção civil, também está ligada ao agronegócio por meio da empresa ETH, que atua no setor sucroalcooleiro, como ocorre no Pontal do Paranapanema, extremo oeste do estado. A região é conhecida por conflitos agrários relacionados a grilagem de terra.

A Agência Brasil procurou a construtora para que ela pudesse comentar o ato, mas, até o momento da publicação desta matéria, não houve retorno.

Os integrantes do MST retornaram ao alojamento no Butantã, onde estão acampados desde ontem, e os integrantes do coletivo Resistência Urbana se dispersaram.

A Odebrecht foi a responsável pela construção do Itaquerão, estádio do Corinthians que vai sediar o jogo de abertura da Copa do Mundo em São Paulo.

Estava previsto para hoje um ato no estádio, durante a visita da presidenta Dilma Rousseff. A atividade, no entanto, foi suspensa, porque, segundo o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), o governo federal se comprometeu a receber o movimento. “A pauta é mudanças no Programa Minha Casa, Minha Vida, medidas de prevenção de despejo forçado no país e uma nova lei do inquilinato”, enumerou Guilherme Boulos, um dos coordenadores do MTST.

Londres e Munique tentam sediar final da Euro de 2020  

Estadão Conteúdo

A Inglaterra e Alemanha vão viver mais uma capítulo da sua histórica rivalidade no futebol com a disputa para sediar a final e as semifinais da Eurocopa de 2020. Neste sábado a Uefa anunciou os 19 países que apresentaram candidaturas para receber jogos do torneio, que será disputada em toda a Europa, e confirmou que as duas fases decisivas serão realizadas no Estádio de Wembley, em Londres, ou na Allianz Arena, em Munique.A Inglaterra e a Alemanha também concorrem a ser um dos 12 países que vão sediar três jogos da fase de grupos da Eurocopa e a uma partida do mata-mata, sendo das oitavas de final ou das quartas de final. Azerbaijão, Bielo-Rússia, Israel e Macedônia são os concorrentes que nunca sediaram um grande torneio.

“Os membros associados também irão se beneficiar muito desse formato, uma vez que estarão expostos a um torneio de elite e terão a oportunidade de aumentar o desenvolvimento do futebol em seus respectivos países”, disse o presidente da Uefa, Michel Platini, em um comunicado.

Londres pretende sediar as semifinais da Eurocopa de 2020.

A cidade de Londres pretende sediar as semifinais da Eurocopa de 2020.

O dirigente propôs o plano inovador de vários países-sede na véspera da final da Eurocopa de 2012, em Kiev. Ele se comprometeu a limitar as distâncias das viagens e os custos para os torcedores que querem acompanhar o torneio de 51 jogos em vários fusos horários.

Istambul era a favorita para sediar a final antes da Federação Turca de Futebol retirar a candidatura para se concentrar na tentativa de receber a Eurocopa de 2024. A Inglaterra sediou a última Eurocopa em 1996, quando perdeu para a futura campeã Alemanha nas semifinais. A Alemanha Ocidental sediou a Eurocopa de 1988 e também perdeu nas semifinais para a futura campeã, a Holanda.

O Estádio de Wembley e a Allianz Arena também sediaram três das últimos quatro finais da Liga dos Campeões. Uma equipe da Inglaterra, o Chelsea, ganhou em Munique e o Bayern de Munique, que tem a Allianz Arena como sua casa, venceu em Wembley no ano passado.

Nenhum país que sediou e Eurocopa desde 2000 se candidatou a receber partidas em 2020. Já a Rússia, país-sede da Copa do Mundo de 2018, se apresentou para ter jogos em São Petersburgo. Um total de 13 membros da Uefa não apresentaram propostas depois de inicialmente manifestarem interesse em setembro passado.

O Comitê Executivo da Uefa vai escolher as cidades-sede em 19 de setembro, em Genebra. Confira quais são os candidatos: Azerbaijão (Baku), Bielo-Rússia (Minsk), Bélgica (Bruxelas), Bulgária (Sófia), Dinamarca (Copenhague), Inglaterra (Londres), Macedônia (Skopje), Alemanha (Munique), Hungria (Budapeste), Israel (Jerusalém), Itália (Roma), Holanda (Amsterdã), Irlanda (Dublin), Romênia (Bucareste), Rússia (São Petersburgo), Escócia (Glasgow), Espanha (Bilbao), Suécia (Estocolmo), País de Gales (Cardiff).

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio