Arquivo da tag: SENADOR

Mercadante rebate Aécio sobre ‘tsunami’ no PT

O ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, convocou uma coletiva de imprensa neste domingo para rebater críticas feitas pelo candidato Aécio Neves (PSDB-MG) na convenção partidária. Na ocasião, o tucano disse que virá para mudar o Brasil e vê tsunami que varrerá o PT do poder, permitindo um “reencontro” do Brasil com a decência.

“O único tsunami que tivemos foi a gestão pública em alguns governos do passado. No Brasil, não existe tsunami, então posso garantir que eles não voltarão”, disse o ministro, que elencou uma série de comparações entre as gestões petistas com o governo Fernando Henrique Cardoso.

A resposta quase imediata do alto escalão do governo faz parte da estratégia do “bateu, levou” definida pela presidente Dilma Rousseff, no qual os ministros devem defender o governo “com convicção” mediante a ataques. “É uma orientação dela que os ministros defendam o governo”, disse.

“O discurso foi basicamente um reencontro com o passado. A candidatura não tinha um (candidato) a vice. Não apresentou uma equipe nem proposta. Mas aproveitou um tempo precioso para atacar o governo”, disse Mercadante, em sua leitura da convenção tucana.

Em seu contra-ataque, Mercadante cometeu uma gafe ao atribuir à oposição a expectativa de uma chamada “tempestade perfeita” no cenário econômico brasileiro. “A oposição ficou um bom tempo dizendo que ia ter uma tempestade perfeita e tivemos um verão muito tranquilo”, afirmou. Na verdade, o termo foi cunhado pelo economista Delfim Netto, um dos conselheiros econômicos externos do governo.

Fonte: Jornal do Brasil

STF aceita denúncia contra senador por compra de votos

O Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou nesta quinta-feira denúncia contra o senador Sérgio Petecão (PSD-AC) por corrupção eleitoral. Ele teria comprado votos na eleição de 2006, quando era presidente da Assembleia Legislativa do Acre e candidato a deputado federal.

Segundo a denúncia, Petecão se reuniu com associação de moradores e entidades civis contando com a ajuda do então presidente da Empresa Municipal de Urbanismo (Emurb), Eluzimar Alencar de Almeida. Nesse encontros, o candidato teria oferecido obras de infraestrutura, caso eleito, em troca de votos. Ele é acusado ainda de ter distribuído terrenos, bicicletas e aparelhos eletrônicos. Testemunhas disseram ainda ter recebido R$ 50 do senador para que votassem nele.

A defesa de Petecão alegou que faltou individualização de sua participação no crime, além de falta de provas. Mas todoos os ministros do STF seguiram o relator do caso, Teori Zavascki, que o transformou em réu pelo artigo 229 do Código Eleitoral: “Dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto”.

Fonte: Terra 

Romário é pré-candidato ao Senado

Crítico do gastos públicos para a Copa, deputado se reuniu com o pré-candidato à Presidência Eduardo Campos

O DIA|CAIO BARBOSA

Rio – O deputado federal Romário (PSB-RJ) anunciou na tarde desta quarta-feira, pelo Facebook, sua pré-candidatura ao Senado, que deverá ser confirmada na convenção do partido, que será realizada em junho.

O deputado, principal crítico do gastos públicos para a realização da Copa do Mundo, disse que a decisão foi tomada ontem, após reunião com o presidente do PSB e pré-candidato e presidente da República, Eduardo Campos.

Romário está com tudo e está prosa: pode ser candidato a governador

Foto:  André Luiz Mello / Agência O Dia

Em nível estadual, o PSB ainda não decidiu se lançará candidato próprio ou se apoiará uma das pré-candidaturas já lançadas: a do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), dos senadores Lindbergh Farias (PT) e Marcelo Crivella (PRB) ou do deputado federal Anthony Garotinho (PR).

Blogueiro que ofendeu Joaquim Barbosa é detido após confusão com senador do PSDB

AGÊNCIA BRASIL

Um bate-boca com o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) resultou na detenção do blogueiro Rodrigo Grassi no último dias 6, pela Polícia do Senado. Grassi abordou o senador para questioná-lo sobre a função das comissões parlamentares de inquérito e sobre a postura de seu partido, o PSDB, a respeito de investigações na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Inicialmente solícito, Aloysio Nunes se irritou com uma pergunta de Grassi sobre o suposto envolvimento dele com desvio de verbas para a construção do metrô de São Paulo. “Um jovem me abordou a pretexto de fazer uma entrevista a respeito de CPIs. Eu parei para falar com ele e, no meio da entrevista, ele me fez uma ofensa muito grave. Eu então tentei segurá-lo para chamar a segurança e ele saiu correndo. Depois, quando eu estava saindo do Senado, ele voltou a me abordar e foi preso”, contou o senador.

Rodrigo alega que apenas fez perguntas a Aloysio. O blogueiro divulgou um vídeo em sua página no Facebook com a discussão. “Eu fiz três perguntas e ele se irritou, começou a me xingar e me agredir. Como foi na saída do Senado, a Polícia veio e me prendeu. Me pegaram dentro do ônibus já, quando eu estava indo embora”, contou.

Conhecido como Rodrigo Pilha, Grassi já foi assessor da deputada Érika Kokay (PT-DF) e foi exonerado depois de ter se envolvido em outro episódio com autoridades. Ele próprio divulgou um vídeo em que abordou o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, na saída de um bar em Brasília. Na oportunidade, Rodrigo chamou o ministro de “autoritário”, “tucano” e “projeto de ditador”. Ele também gritou palavras de ordem a favor do condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão, José Dirceu.

Na época, o senador Aloysio Nunes Ferreira foi à Câmara solicitar abertura de processo disciplinar contra o assessor de Érika Kokay, mas logo depois ele foi exonerado. Hoje, o senador disse que Rodrigo usava o crachá de funcionário da Câmara para circular livremente dentro do Congresso.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

 

Senador do Connecticut quase arrastado por comboio

DURANTE CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

por Lusa, publicado por Luís Manuel CabralHoje

Richard Blumenthal ia sendo arrastado por um comboio numa estação quando assistia a uma conferência de imprensa sobre… segurança nas estações de caminho de ferro.

O senador pelo Estado do Connecticut, Richard Blumenthal, ia sendo atingido por um comboio, na sexta-feira passada, durante uma conferência de imprensa sobre segurança nas estações de caminhos de ferro.

Segundo a revista “Time”, o político estava numa estação de comboios, em Milford, enquanto o presidente da câmara Ben Blake falava sobre as medidas de segurança: “Temos cerca de cinco mil passageiros a apanhar comboios todos os dias e a segurança, como bem sabem, é fundamental”, disse Blake, pouco antes de um comboio passar junto aos dois e quase arrastar consigo o senador que se encontrava perigosamente perto da linha.