Arquivo da tag: TÉCNICO

Seleção volta a ser comandada pelo técnico mais impopular do Brasil, diz L’Équipe

O técnico Dunga assume a Seleção Brasileira pela segunda vez.

O técnico Dunga assume a Seleção Brasileira pela segunda vez.

REUTERS/Ricardo Moraes
RFI

A volta de Dunga à seleção brasileira é analisada pelo L’Équipe desta quarta-feira (23). O retorno do técnico, quatro anos depois de ter deixado a equipe, foi oficializado pela Confederação Brasileira de Futebol na terça-feira (22). O jornal esportivo francês escreve que a nomeação do ex-zagueiro, campeão do mundo em 1994, era esperada, mas que a decisão da CBF é contestada.

 

L’Équipe informa que Dunga é um dos técnicos mais impopulares do pais. A estratégia de jogo amarrada do ex-zagueiro não agradou os comentaristas e torcedores quando ele comandou pela primeira vez a seleção de 2007 a 2010. Inicialmente, Dunga conseguiu bons resultados e no final deixou um balanço de 42 vitórias,12 empates e 6 derrotas. O Brasil não engoliu a eliminação pela Holanda nas quartas de final no Mundial na África do Sul, por 2 a 1, e Dunga foi demitido. Apesar desse fiasco, quatro anos depois, ele faz sua “grande volta” à equipe, avalia o jornal.

L’Équipe lembra que o técnico teve um segundo fracasso. Depois da Copa do Mundo de 2010, comandou o Internacional de Porto Alegre e foi demitido antes do final de seu contrato, em outubro de 2013, após quatro derrotas consecutivas.

Herança pesada

Dunga volta à seleção com uma herança pesada deixada por Felipão: o traumatismo nacional após a humilhação contra a Alemanha, 7 a 1, no Mineirão, na semifinal da Copa. “Ele terá que mostrar excelentes resultados para mudar a péssima opinião que os torcedores têm dele”, afirma a matéria. Seu primeiro desafio será a Copa América de 2015 no Chile.

L’Équipe ressalta ainda que chamar de volta ex-técnicos é uma rotina na CBF. Dunga é o quarto técnico que vai comandar a seleção pela segunda vez em 20 anos. O primeiro foi Mario Zagallo em 1994, seguido por Carlos Alberto Parreira em 2003 e Luiz Felipe Scolari em 2013, lista o jornal. O diário esportivo só esqueceu de dizer que, ao contrário de Dunga, os três citados conquistaram títulos mundiais como técnicos do Brasil antes de voltar a comandar a seleção canarinho.

Técnico do Uruguai renuncia a cargo na Fifa e diz que Suárez ‘não está sozinho’

Oscar Tabárez não respondeu a nenhuma pergunta na coletiva pré-jogo desta sexta-feira e usou o tempo apenas para fazer uma declaração em defesa do atacante expulso da Copa

IG

Rio – Na véspera do confronto com a Colômbia pelas oitavas de final da Copa do Mundo, o técnico Óscar Tabárez deixou o jogo de lado em sua entrevista coletiva na noite desta sexta-feira, no estádio do Maracanã. O comandante do Uruguai não respondeu nenhum pergunta da imprensa internacional e fez apenas uma declaração em defesa de Luis Suárez.

Óscar Tabárez mostra solidariedade a Suárez ao renunciar a cargo na Fifa

Foto:  Efe

Conhecido como “maestro” no meio do futebol, Tabárez reconheceu o erro de seu comandado, mas afirmou ter ficado surpreso com a punição excessivamente rigorosa de 9 jogos mais 4 meses de suspensão. Ele disse considerar a decisão uma estratégia da Fifa para usar Suárez como bode expiatório e, por isso, renunciou a seu cargo em um grupo de estudos técnicos da entidade.

“Sinto agora que devo abandonar esse cargo. Não é inteligente nem sequer prudente estar em uma organização em que as pessoas, pressionadas pela opinião midiática, tomam uma decisão com valores tão diferentes dos meus. Nos próximos dias apresentarei minha renúncia a esse cargo de acordo com os procedimentos formais”, afirmou.

No final de seu discurso, Tabárez mandou um recado a Suárez, dizendo que o atacante terá um difícil recomeço, “mas saiba que nunca estará sozinho”. Aos torcedores uruguaios, o treinador reconheceu que seu time está comovido com o castigo aplicado a seu maior astro e saberá usar isso a seu favor.

“Estamos feridos, mas com uma força incrível e uma grande rebeldia. No jogo de amanhã, mais que nunca, faremos o melhor que pudermos”, finalizou.

Técnico do Barcelona é internado com urgência e será operado

Luis Henrique apresentou apendicite aguda, segundo diagnóstico dos médicos

Técnico do Barcelona é internado com urgência e será operado  <br /><b>Crédito: </b> Josep Lago / AFP / CP
Técnico do Barcelona é internado com urgência e será operado 
Crédito: Josep Lago / AFP / CP

O treinador do Barcelona, Luis Enrique, foi hospitalizado de urgência nesta segunda-feira em um hospital da cidade de Terrassa, na Catalunha. O diagnóstico foi de uma apendicite aguda e o técnico será operado.

Segundo informou o diário espanhol “El Mundo Deportivo”, o técnico de 44 anos apresentou queixa de dores na zona abdominal. Após a cirurgia, Luis Enrique vai ficar em observação e a alta deverá ocorrer nesta terça-feira.

Luis Enrique substituiu Tata Martino no fim da temporada passada. Na temporada passada o treinador estava no comando do Celta de Vigo.

Fonte: Lancepress

Gilson Kleina é demitido e deixa o Palmeiras

Ano do “centernada” está bravo!

De A Tribuna On-line
N/A

Derrota no Maranhão acabou com ciclo do treinador

Gilson Kleina não é mais técnico do Palmeiras. A saída do treinador foi definida após uma reunião entre os principais dirigentes do clube. Kleina não resistiu à derrota do Verdão por 2 a 1 para o Sampaio Corrêa, na noite desta quarta-feira, na partida de ida pela segunda fase da Copa do Brasil. O time palmeirense foi derrotado de virada por 2 a 1. No domingo, pelo Campeonato Brasileiro, o Palmeiras havia sido derrotado pelo Flamengo, no Maracanã, também de virada. Tudo isso aliado à saída do atacante Alan Kardec deixaram a situação insustentável.

A saída do treinador foi decidida no início da tarde desta quinta-feira. Kleina falou rapidamente sobre a decisão. “Estou tranquilo. Fizemos tudo da melhor forma possível, mas acabou o ciclo”, disse o treinador ao Globoesporte.com.

O preparador físico Fabiano Xhá e os auxiliares Juninho e Jair Leite, que faziam parte da comissão técnica de Kleina, também deixaram o clube. Continuará apenas o assistente técnico Alberto Valentim.

Kleina era treinador do Palmeiras desde setembro de 2012 e recebia cerca de R$ 200 mil mensais. Mas com o sistema de bônus oferecido pela diretoria, ele poderia receber num mês até o dobro desse valor. À frente do Palmeiras, ele foi rebaixado com o time no mesmo ano em que assumiu o comando e sagrou-sse campeão brasileiro da Série B em 2013.

O Palmeiras ainda não anunciou o nome do substituto. Confira a nota oficial do clube.

 “Gilson Kleina não é mais o técnico da Sociedade Esportiva Palmeiras. Após reunião na tarde desta quinta-feira, a diretoria do Verdão decidiu pela saída do treinador do comando da equipe. Kleina, que estava dirigindo o time alviverde desde setembro de 2012, obteve durante sua passagem pelo clube 56 vitórias, 20 empates e 29 derrotas. A diretoria do Palmeiras irá se pronunciar sobre o caso às 17h, em entrevista na Academia de Futebol. O treino do time acontecerá normalmente, às 15h30. As coletivas do goleiro Fábio e do volante Renato, previamente marcadas para as 14h30 desta quinta, foram canceladas”.

Após derrota na Libertadores, Autuori não é mais técnico do Atlético-MG

Lancepress

O técnico Paulo Autuori foi demitido nesta quinta-feira do comando do Atlético Mineiro, apenas um dia após o time sofrer a sua primeira derrota na Copa Libertadores, no jogo de ida das oitavas de final, em Medellín, vencida pelo Atlético Nacional por 1 a 0.

A queda de Autuori foi confirmada pela assessoria de imprensa do clube. Ainda na Colômbia, o treinador acabou sendo comunicado da sua demissão por Eduardo Maluf, diretor de futebol do Atlético-MG. Ainda não há uma definição sobre o substituto do treinador para a sequência da temporada.

A derrota para o Atlético Nacional e a postura do time, que atuou retrancada na Colômbia, causaram revoltas dos torcedores, que inclusive picharam a sede social do clube mineiro na última madrugada, com a inscrição: “Queremos raça!”. E o comportamento também parece ter irritado a diretoria, que acabou responsabilizando Autuori pela má atuação.

Assim, o treinador acabou sendo demitido nesta quinta-feira pela diretoria, encerrando um período de menos de cinco meses no comando do time. Autuori chegou ao clube para substituir Cuca, que optou por deixar o Atlético-MG após a disputa do Mundial de Clubes, para trabalhar no futebol chinês.

Sob o comando de Autuori, o Atlético-MG disputou 23 partidas, com 11 vitórias, nove empates e três derrotas. O retrospecto, porém, não foi suficiente para levar o time ao título do Campeonato Mineiro, vencido pelo Cruzeiro, e nem aplacar a desconfiança dos torcedores.

O baixo rendimento ofensivo do Atlético-MG também pesou para a queda de Autuori. Nas últimas cinco partidas, o time marcou apenas um gol. Assim, mesmo que tenha sido vazado somente uma vez nesses compromissos, esse rendimento foi suficiente pata a diretoria optar pela demissão do treinador.

O nome do novo técnico ainda não foi definido pela diretoria do Atlético-MG, mas o presidente Alexandre Kalil terá que agir rápido, pois na próxima quinta-feira o time receberá o Atlético Nacional, no Independência, no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores. Antes disso, no próximo domingo, o Atlético-MG vai encarar o Grêmio, em Porto Alegre, em duelo válido pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio