Arquivo da tag: TERRENO ABANDONADO

MST marcha em apoio aos sem-teto e por reforma agrária em SP

ImagemCentenas de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) saíram de Itapevi, na Grande São Paulo, em uma marcha em direção à capital paulista na manhã desta terça-feira. O objetivo do ato é chamar a atenção para reivindicações ligadas à reforma agrária e também em apoio à ocupação do terreno batizado como “Copa do Povo”.


Em uma manifestação pacífica, os sem-teto pretendem seguir até a cidade de Osasco hoje e continuar amanhã até São Paulo. O trajeto de 43 quilômetros faz parte da Marcha Estadual pela Reforma Agrária e da Semana Nacional de Lutas. O trajeto vai passar por dentro das cidades de Jandira, Carapicuiba e Barueri, e não deve afetar o tráfego de veículos nas rodovias. 

A manifestação faz parte da Semana Nacional de Lutas e deve se integrar amanhã em São Paulo ao Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), que ocupou um terreno de cerca de 150 mil metros quadrados no Parque do Carmo, nas proximidades do Itaquerão, no último sábado.

Fonte: Terra 

Famílias sem-teto ocupam terreno particular próximo ao Itaquerão

Um grupo de famílias organizado pelo MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) ocupa uma área abandonada em Itaquera, na zona leste de São Paulo, desde o início da madrugada deste sábado (3).
A Polícia Militar foi acionada e está no local desde a 1h30. O terreno é uma propriedade particular, e, segundo os ocupantes, abandonado há mais de 20 anos.

Segundo a organização, há aproximadamente mil famílias, mas o número não foi confirmado pela PM.

A propriedade fica localizada na rua Mamequer do Campo, na região do Parque do Carmo, a menos de 4 quilômetros do Estádio de Itaquera.

Segundo nota publicada na página do movimento no Facebook, o abandono da área é uma demonstração de que os investimentos da Copa na região não atenderam àqueles que mais precisam.

Ainda segundo a publicação, o movimento justifica que, enquanto foi gasto mais de R$ 1 bilhão no estádio, milhares de famílias não têm acesso a moradia em Itaquera.

O movimento relata também que as famílias que estão ocupando o terreno estavam vivendo em áreas de risco, favelas ou sem condições de pagar aluguel por conta da especulação imobiliária na região decorrente da construção do estádio de abertura da Copa.

Fonte: R7.com