Arquivo da tag: Violência

Grupo incendeia dois ônibus na zona leste de São Paulo

Dois ônibus foram incendiados por quatro homens na madrugada desta segunda-feira na zona leste de São Paulo. O ataque aconteceu na Vila Sílvia. De acordo com a Polícia Militar, os coletivos estavam vazios e estacionados no ponto final. O grupo conseguiu fugir e ninguém ficou ferido, segundo informações da rádio CBN.

Testemunhas afirmaram que os homens que incendiaram os ônibus não estavam armados. A suspeita é de que o ataque tenha sido uma represália pela morte de um rapaz pela PM.

Fonte: Terra

Homem mata casal e faz filhos das vítimas e a própria esposa reféns

Crime aconteceu em Saquarema. Pastor entrou na casa e fez com que crianças fossem liberadas

O DIA|ATHOS MOURA

Rio – Um homem se matou após assassinar um casal e fazer os filhos das vítimas e a própria mulher reféns, em Saquarema, na Região dos Lagos. Identificado apenas como Ricardo, ele liberou as crianças após um pastor evangélico entrar na casa, porém manteve a própria esposa em cárcere privado por cerca de cinco horas.

De acordo com a polícia, o casal assassinado era proprietário da residência onde Ricardo e a mulher viviam. Eles foram até lá, na Rua João Duarte, no bairro Retiro, por volta das 13h, para cobrar nove meses de aluguel atrasados. 

Descontente com a cobrança, Ricardo atirou na proprietária com uma pistola. Ela morreu no local. O marido interveio e também foi baleado. Ele acabou socorrido, mas morreu a caminho do Hospital Municipal de Saquarema. A Polícia Militar não divulgou o nome das duas vítimas. 

O corpo da mulher não foi retirado do local para que o sequestrador não tomasse nenhuma atitude brusca. Enquanto os filhos das vítimas se debruçavam sobre o corpo da mãe, Ricardo os pegou e os fez reféns junto com a esposa, que já estava dentro da casa. 

Eles foram liberados após o religioso entrar na residência e o convencer a soltar as crianças. O criminoso apenas pediu um colete à prova de balas. 

A Polícia Militar organizou um forte aparato no entorno da casa. Policiais do 25º BPM (Cabo Frio) foram os primeiros a chegar. Homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foram levados até o local no helicóptero da PM. Um outra aeronave, da Polícia Civil, também deu apoio à ação. Bombeiros e Defesa Civil também participaram. 

Porém, o sequestrador alegou que só conversaria com os policiais na presença de sua advogada, que estava vindo do Rio de Janeiro. Por volta das 22h, Ricardo liberou a esposa e atirou na própria cabeça.

Criança de seis anos baleada no pescoço

Redação de A Bola|Portugal
Um rapaz de seis encontra-se internado em estado grave depois de ter sido baleada no pescoço à porta da sua casa, em Dublin, na Irlanda.

De acordo com fontes citadas pela Sky News, a criança não era o alvo do autor dos disparos, que ocorreram em Ballyfermot, nos subúrbios da capital irlandesa.

O rapaz, que foi transportado para o hospital, encontra-se estável e fora de perigo. A polícia encontra-se a investigar o incidente.

Jihadistas controlam segunda maior cidade do Iraque e civis fogem em massa

Imagem de carro destruído por bombas durante a invasão de Mossul, no norte, pelos jihadistas neste 11 de junho de 2014.

Imagem de carro destruído por bombas durante a invasão de Mossul, no norte, pelos jihadistas neste 11 de junho de 2014|Reuters/Stringer

Nesta quarta-feira (11), vários grupos de jihadistas tomaram o controle de Mossul, a segunda cidade iraquiana, além da província petrolífera de Nínive, no norte do país. Cerca de 500 mil habitantes fugiram da região nos últimos dias, com medo dos combates. Sem forças capazes de assegurar a defesa da região, o governo decidiu armar os cidadãos.
 

O governo iraquiano está impotente diante do avanço dos combatentes do grupo islamita radical Estado Islâmico do Iraque em Levante (EIIL), que invadiu e tomou o controle de Mossul, capital de Nínive, com outros grupos jihadistas. A formação é considerada pelos Estados Unidos e pela ONU como a grande ameaça para a estabilidade da região. Na terça-feira (10), eles se apossaram da província de Nínive, a província petrolífera, da qual Mossul é a capital.

O exército e a polícia estão despreparados para enfrentar os experientes e bem armados insurgentes. Testemunhos comprovam que os próprios oficiais fugiram antes dos jihadistas chegarem à cidade. Diante desta realidade, o governo do primeiro-ministro Nouri al-Maliki decidiu armar os cidadãos para apoiar a luta contra os extremistas, numa demonstração de que a segurança no país está totalmente fora de controle.

Em Kirkuk, a leste de Mossul, os jihadistas do EIIL executaram hoje 15 membros das forças de segurança iraquianas, assumindo o controle de vários bairros da cidade.

Êxodo

As violências dos últimos dias provocaram a fuga de mais de 500 mil pessoas dos 2 milhões de cidadãos que habitam a província de Nínive, segundo a Organização Internacional para Migrações (OIM). Como é proibido circular de carro, os habitantes fogem a pé e já falta água potável e comida. Eles deixam Mossul, do lado oeste do rio Tigre, para o leste, na direção de outras regiões da província de Nínive e também para o Curdistão.

A organização também confirma que há um grande número de vítimas entre os civis e que o acesso aos quatro hospitais é impossível por se situarem em áreas de combate.

Argentino tem dedo quebrado ao ser agredido no Bairro Nova Cintra

Homem mora em Belo Horizonte há dois anos e foi abordado por um trio que arrancou a bandeira argentina que ele segurava

Argentino tem dedo quebrado ao ser agredido no Bairro Nova CintraHomem mora em Belo Horizonte há dois anos e foi abordado por um trio que arrancou a bandeira argentina que ele segurava

Estado de Minas| Cristiane SilvaLuana Cruz TV Alterosa

11/06/2014

Ruben Lucero teve que passar por uma cirurgia no Hospital João XXIII (Leandro Couri/EM/DA Press)  
Ruben Lucero teve que passar por uma cirurgia no Hospital João XXIII

Na véspera da abertura da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, um argentino foi alvo de um ato violento em Belo Horizonte. O homem de 34 anos teve um dos dedos quebrado ao ser agredido na noite de terça-feira, no Bairro Nova Cintra, Região Oeste da capital.

Ruben Francisco Lucero deu entrada no Hospital João XXIII às 21h de ontem, conforme a Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig). O argentino, que mora na capital há dois anos, estava no carro com a esposa brasileira e a filha de 2 anos quando foi atacado. Segundo Lucero, ele tinha uma bandeira da Argentina enrolada na mão quando três homens passaram e puxaram objeto, quebrando o dedo da vítima. O homem terá que passar por uma cirurgia. 

 

O cônsul da Argentina em BH, Mariano Guida, foi até o hospital para saber da situação de Lucero (Leandro Couri/EM/DA Press)  
O cônsul da Argentina em BH, Mariano Guida, foi até o hospital para saber da situação de Lucero

“Pode ser da Argentina, pode ser da Colômbia. Então imagina quando os turistas realmente chegarem no Brasil, o que vai acontecer? A ponto de quebrar o dedo para ter que fazer uma cirurgia, dá indignação”, lamentou Júnia Paula, esposa de Ruben.

A Polícia Militar (PM) informou que o argentino não registrou boletim de ocorrência sobre a agressão. A assessoria de imprensa da corporação soube do caso, mas acredita que ele tenha ido ao hospital por meios próprios sem avisar às autoridades.

Um estudante e o atirador morrem em tiroteio em escola

Diário de Notícias|Isaltina Padrão com agênciasHoje

(Em actualização) Seis tiros causaram hoje o pânico no Liceu Reynolds, no estado americano do Oregon. Um estudante foi mortalmente atingido e o atirador foi posteriormente abatido pela polícia.

Um estudante foi hoje morto durante um tiroteio no Liceu Reynolds, em Troutdale, próximo da cidade norte-americana de Portland, no estado de Oregon. O anúncio foi feito pelas autoridades policiais que informaram que também o atirador acabou por ser baleado pela polícia.

“Um homem armado entrou no liceu esta manhã e disparou sobre um estudante, que infelizmente, morreu”, afirmou Scott Anderson, o chefe da polícia de Troutdale, perto de Portland, assegurando que “a situação está estabilizada”. “Hoje é um dia muito trágico para e para o Liceu Reynolds”, disse ainda este responsável, acrescentando lamentar “profundamente a dor das famílias e dos estudantes e todos aqueles que foram atingidos por este trágico acidente”.

De acordo com os órgãos de comunicação americanos, as autoridades policiais foram chamadas ao local após terem sido ouvidos tiros nas imediações. Mais concretamente seis disparos.

Quer os alunos (que foram retirados da escola), quer os pais dos mesmos foram aconselhados a manterem-se afastados do estabelecimento enquanto decorrem os procedimentos policiais necessários nestas ocasiões.

A escola encontra-se encerrada desde cerca das oito da manhã locais (16.00 em Lisboa), hora do tiroteio.

Técnico da Bósnia escapa de assalto em Guarujá

De A Tribuna On-line

N/A

 

N/A

Seleção está hospedada no Casa Grande Hotel

Parte da comissão técnica da seleção da Bósnia-Herzegovina passou por um susto e escapou ilesa de uma tentativa de assalto na noite deste domingo, em Guarujá. Os bósnios, que estão concentrados no Casa Grande Hotel, na  praia da Enseada, resolveram caminhar na praia, por volta das 21 horas, quando passaram a ser seguidos por três suspeitos.

Nos passeios externos os integrantes da delegação são acompanhados por forças de segurança, mas, na noite deste domingo, pelo menos três grupos se dirigiram para áreas diferentes e não houve logsítica suficiente para equilibrar a situação. De acordo com informações do site G1, o técnico Safet Susic e os auxiliares Elvir Baljic, Borce Sredojevic, Tomislav Piplica e Elvir Rahimic estavam juntos quando o incidente ocorreu.

No meio do caminho, três suspeitos, todos de bicicleta, passaram a seguir o grupo. Em determinado momento, eles decidiram se aproximar, mas acabaram sendo surpreendidos por uma viatura da PM com a sirene ligada. Ao notar a presença da polícia, o grupo resolveu se separar. Ninguém foi preso.

Susic e os outros membros da comissão técnica foram acompanhados de perto pela polícia até o retorno ao hotel, que ocorreu sem novos problemas.

Procurado, o Centro de Operaçãoes da Polícia Militar (Copom) não confirmou o episódio. Segundo a Prefeitura de Guarujá, não há informação oficial sobre o caso.

Britânico é condenado por esfaquear namorada cega

Um britânico que esfaqueou a namorada cega algumas semanas após ela o deixar foi condenado a 5 anos de prisão, de acordo com o Mirror. Brian Stott atacou Julie Paton na casa da própria vítima, cravando uma faca na sua coluna depois de arremessar um aparelho de TV contra o chão. Esse foi o segundo ataque sofrido pela vítima em poucos meses. Durante a agressão anterior, Stott empurrou Julie contra arbustos enquanto ela voltava para casa com seu cão-guia. Na ocasião, ele tentou estrangulá-la com a coleira do animal. De acordo com a Corte de Manchester, Inglaterra, ela teria ficado com medo, por isso não teria denunciado a primeira agressão, ocorrida em outubro de 2013.

Em janeiro deste ano, ela resolveu terminar o relacionamento, decisão não aceita pelo namorado. Após o anúncio, ele empacotou as coisas da namorada e a expulsou do apartamento que eles dividiam. Na semana seguinte, Stott foi até o apartamento da ex e exigiu que ela lhe desse cerca de R$ 1.134. Em um ataque de fúria, o homem revirou o imóvel e agrediu a namorada. Stott foi preso no local, após uma amiga da vítima chamar a polícia. Julie Paton passa bem.

Fonte: Terra

Incêndio em ônibus deixa motorista ferida em Guarulhos

Estadão Conteúdo

Uma motorista ficou ferida após um grupo depredar e atear fogo a um ônibus na rodovia Presidente Dutra, no km 219, em Guarulhos (Grande São Paulo), na noite de domingo.

Por volta das 19h30, um grupo deu sinal de parada, entrou no coletivo, depredou e ateou fogo. O ônibus ficou destruído.

Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), a motorista do coletivo sofreu queimaduras e foi levada em estado moderado ao Hospital Geral de Guarulhos.

A PRF não soube informar o que motivou o ataque do grupo o coletivo. Nenhum suspeito foi preso.

Médico é morto e casal é ferido a tiros em Sorocaba

09/06/2014 

Sorocaba, SP, 09 – O médico psiquiatra Eduardo Guenka, de 76 anos, foi morto a tiros na noite de domingo (8), na garagem de sua casa, no Jardim Santa Rosália, zona residencial nobre de Sorocaba. O filho do médico, Marcos Guenka, e sua mulher, Aline, também foram atingidos pelos disparos, mas sobreviveram.

Testemunhas viram o possível autor dos disparos fugir a pé. A arma usada nos crimes, um revólver calibre 38, foi achada no jardim de uma casa vizinha. A Polícia Civil já tem informações sobre o suspeito do crime, mas ele não tinha sido preso até a manhã desta segunda-feira (9).

De acordo com policiais, o atirador saiu de um bar situado na região e se dirigiu à casa do médico. O portão estava fechado e o criminoso fez os disparos da calçada, através da grade, contra os familiares que estavam na garagem. Outros dois moradores conseguiram se abrigar a não foram atingidos.

O serviço de resgate do Corpo de Bombeiros chegou rapidamente, mas o médico já estava morto. As outras vítimas foram levadas ao Hospital Regional, onde Marcos passou por uma cirurgia. Guenka era conhecido no bairro por realizar trabalhos sociais. A polícia ainda investiga o motivo dos crimes.

 

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio