Arquivo da tag: Vitória

Vídeo: Flamengo reage e vence Palmeiras por 4 a 2

Estadão Conteúdo

N/A

O Flamengo estava há cinco jogos sem vencer na temporada
O futebol que faltou ao Flamengo durante o mês passado inteiro reapareceu no segundo tempo do jogo deste domingo no Maracanã, pela terceira rodada do Brasileirão. Aproveitando bem os espaços deixados pela marcação alviverde, graças principalmente à entrada do argentino Lucas Mugni, o time rubro-negro atropelou o Palmeiras por 4 a 2, virando um placar que era de 2 a 1, para os paulistas, na saída para o intervalo.
 
Apesar do gol de Henrique logo na estreia, o Palmeiras passou longe de agradar. E ainda perdeu Fernando Prass, machucado. Bruno entrou e, novamente, deu azar. Era ele o goleiro nas eliminações da equipe no Paulistão deste ano e do ano passado e na Libertadores de 2013. 
 
Tanto Flamengo, que ainda não havia marcado gols no Brasileirão e não vencia há um mês, foi a quarto pontos. Domingo a equipe rubro-negra tem Fla-Flu, com mando tricolor. O Palmeiras, que coleciona sua segunda derrota seguida e tem três pontos, visita o Sampaio Corrêa, pela Copa do Brasil, e sábado pela o Goiás, pelo Brasileirão.
 
O JOGO – Cáceres, Márcio Araújo e Josimar foram os volantes escalados para começar a partida. Sinal de que a marcação no meio-campo não seria das mais ferrenhas. Em campo a previsão se confirmou e os dois times tiveram espaço para criar. Tanto que, em 13 minutos o placar já havia sido modificado duas vezes.
 
Wesley fez o primeiro acertando uma pancada da entrada da área, de primeira, aos 10. Três minutos depois, Nixon passou como quis por Marcelo Oliveira pela direita e cruzou para Paulinho deixar tudo igual.
 
Pela direita, o Flamengo era mais perigoso, mas quem voltou a marcar foi o Palmeiras. Aos 30, Wendel rolou para trás, para Valdivia, e o chileno deu um tapa, de primeira, deixando Henrique na cara do gol para fazer o primeiro dele pelo clube alviverde, já na estreia.
 
Na melhor chance do Flamengo no primeiro tempo para voltar a empatar o jogo, Alecsandro chutou forte e Fernando Prass pegou. Mas o goleiro machucou o cotovelo no lance e precisou ser substituído, dando lugar a Bruno.
 
Já o Flamengo mudou por opção tática, com Lucas Mugni no lugar de Nixon para o segundo tempo. Com um homem a mais no meio-campo o time rubro-negro cresceu e virou. Logo aos 4, o argentino cruzou da esquerda, Alecsandro ajeitou e Márcio Araújo fez. Cinco meses depois de deixar o Palmeiras, o volante comemorou normalmente.
 
O gol da virada também começou com Lucas Mugni, que deu lançamento perfeito para Alecsandro. O centroavante chutou em cima de Bruno, mas pegou o rebote e fez o terceiro. Do quarto o argentino não participou. Foi Wallace quem criou toda a jogada para Alecsandro bater na saída de Bruno.
 
FICHA TÉCNICA:
 
FLAMENGO 4 X 2 PALMEIRAS
 
FLAMENGO – Felipe; Luiz Antonio, Wallace, Samir e André Santos; Cáceres, Márcio Araújo e Negueba (João Paulo); Nixon (Lucas Mugni), Paulinho e Alecsandro. Técnico – Jayme de Oliveira.
 
PALMEIRAS – Fernando Prass (Bruno); Wendel (Mendieta), Lúcio, Marcelo Oliveira e Juninho; Josimar, Wesley, Serginho (Marquinhos Gabriel) e Valdivia; Leandro e Henrique. Técnico – Gilson Kleina.
 
GOLS – Wesley, aos 10, Paulinho, aos 13, e Henrique, aos 30 minutos do primeiro tempo; Márcio Araújo, aos 4, e Alecsandro, aos 14 e aos 27 minutos do segundo tempo.
 
ÁRBITRO – Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC).
 
CARTÕES AMARELOS – André Santos, Negueba, Juninho, Henrique e Josimar.
 
RENDA – R$ 763.125,00.
 
PÚBLICO – 16.318 pagantes.
 
Assista aos melhores momentos:
 
 
LOCAL – Estádio do Maracanã, no Rio.

Vídeo: Atlético de Madrid arrasa Chelsea e está na final da Champions

por João Ruela, Diáriod e Notícias

 
Tiago esteve na origem da reviravolta do Atlético em Londres
Tiago esteve na origem da reviravolta do Atlético em LondresFotografia © Reuters

Pela primeira vez, a final da Liga dos Campeões será disputada entre equipas da mesma cidade. Atlético junta-se ao Real Madrid após um categórico triunfo (3-1) em Londres, afastando Mourinho de Lisboa.

O troféu da Liga dos Campeões 2013/14 vai para Madrid. Só falta saber para que clube, após o Atlético de Madrid ter eliminado o Chelsea, nesta quarta-feira, com um triunfo por 3-1, em Stamford Bridge, juntando-se ao Real Madrid na final de 24 de maio, que será disputada em Lisboa, no Estádio da Luz, com a garantia de que haverá pelo menos um português a erguer o troféu.

Após o Real Madrid ter derrotado o Bayern Munique com um agregado de 5-0, levando Cristiano Ronaldo, Pepe e Coentrão à final, Mourinho não se conseguiu juntar aos seus ex-pupilos. À imagem de Ronaldo, o técnico procurava a terceira final da carreira, após ter sido campeão europeu por FC Porto (2004) e Inter de Milão (2010), mas o Chelsea foi incapaz de se superiorizar à armada de Diego Simeone, capitaneada por Tiago.

O médio português, na semana em que completa 33 anos, esteve em mais um capítulo na época de sonho do Atlético de Madrid, que vai à final da Liga dos Campeões 40 anos depois (perdeu a final da então denominada Taça dos Campeões Europeus, em 1974, frente ao Bayern) e está a duas vitórias de se sagrar campeão espanhol, 18 anos depois.

Pela primeira vez, a final da Champions terá como cartaz um dérbi. O Chelsea até chegou a estar na rota de Lisboa, quando Fernando Torres inaugurou o marcador (36′), mas em cima do intervalo Adrián López, após uma jogada iniciada por Tiago, repôs a igualdade no ativo e deu vantagem ao Atlético na eliminatória. José Mourinho arriscou no início da segunda parte, mas aposta em Eto’o não poderia ter corrido pior.

O camaronês cometeu o penálti que Diego Costa, aos 61 minutos, se encarregou de converter em golo, chegando aos 36 remates certeiros na época 2013/14. Só Prude, em 1940-41 (40 golos), e Baltazar, em 1989-89 (42), fizeram mais golos numa só época pelos colchoneros. O “golpe final” saiu dos pés de Arda Turan, aos 72 minutos, para desalento de José Mourinho, que perdeu nas meias-finais da Liga dos Campeões pela quarta época consecutiva.

Assista aos melhores momentos:

Vídeo: Guerrero quebra jejum, Corinthians vence o Nacional e se classifica

Lance – 01.05.14

O jogo não era no Pacaembu, nem na Arena Corinthians, muito menos em São Paulo, mas 95% dos torcedores presentes da Arena Amazonia, em Manaus, eram Corintianos e viram a equipe derrotar o Nacional (AM), por 3 a 0, nesta quarta-feira, no jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil. Com um gol de Cleber, de falta, com a quebra de jejum do peruano Guerrero, e a estrela de Romarinho, o Timão conseguiu eliminar o jogo de volta e está classificado para próxima fase da competição. Este é o sexto jogo consecutivo que o time paulista não sofre gols.

Apesar da ausência de Fábio Santos, Guilherme, poupados pelo técnico Mano Menezes, o Corinthians conseguiu se organizar bem em campo. O primeiro gol saiu logo aos seis minutos da primeira etapa. Uma das maiores apostas do Corinthians para esta temporda, Jadson cobrou falta na área. Cleber cabeceou e não deu chances de defesa para Jairo.

Corinthians 3 x 0 Nacional

Petros e Bruno Henrique aproveitavam a falta de atenção do Nacional no meio campo para criarem jogadas. O segundo tento do Timão saiu de uma delas. Aos 21 minutos, Bruno Henrique desarmou Chapinha no meio campo e deu passe para Guerrero. O peruano, que não marcava desde a segunda rodada do Campeonato Paulista, no dia 27 de janeiro, desencantou e fez seu segundo gol no ano.

No segundo tempo, o Nacional viu a necessidade de sair para o jogo, e o Corinthians, por sua vez, viu que precisava ficar na defensiva para garantir o resultado. Porém, nem a entrada de Carlinhos Bala na equipe mandante no intervalo conseguiu mudar o placar. O atacante jogava no Sport Recife em 2008 e fez um dos gols no jogo de volta da Copa do Brasil daquele ano que garantiu o título do time pernambucano em cima do Timão, mas não conseguiu repetir o feito na Arena Amazonia.

Para melhorar a situação do Timão, Mano Menezes resolveu apostar na entrada de Romarinho, que mais uma vez mostrou que tem estrela. O atacante cravou a vitória do Corinthians aos 17 minutos, três após ter substituído Luciano.

Aos 27 minutos, Fabiano chegou a dar esperança ao Nacional ao balançar as redes, mas foi injustiçado pela arbitragem que marcou impedimento erroneamente.

Dos times paulistas, apenas o São Paulo já jogou a segunda fase da Copa do Brasil e não conseguiu eliminar o jogo de volta. Palmeiras e Santos entrarão em campo na próxima semana.

Apesar de conseguir respirar nesta competição, o Corinthians terá uma semana corrida. Neste sábado o elenco já viaja para Chapecó, onde no domingo enfrenta a Chapecoense, pela terceira rodada do Brasileirão.

Veja os melhores momentos:

Cientistas conseguem reverter perda de memória em ratos com Alzheimer

DIÁRIO DA MANHÃ|LUDMILA MOREIRA

Pela primeira vez, cientistas conseguiram reverter a perda de memória em ratos com Alzheimer utilizando a terapia genética. Os pesquisadores são do Instituto de Neurociência da Universidade Autônoma de Barcelona (UAB). Eles “descobriram um mecanismo celular envolvido na consolidação da memória e conseguiram desenvolver uma terapia genética que reverte a perda de memória em etapas iniciais em ratos modelos com mal de Alzheimer”, disse a UAB em comunicado.  

O tratamento consiste na injeção de um gene no hipocampo – região do cérebro-, que provoca a produção de uma proteína bloqueada nos pacientes afetados pela doença. A proteína “Crtc1” (CREB regulated transcription coactivor-1) permite a ativação dos genes envolvidos na formação de memória de longo prazo. Nas pessoas doentes, “a formação de agregados de placas amiloides, um processo conhecido que desencadeia o Alzheimer, impede que a proteína Crtc1 atue normalmente”, segundo a UAB. O estudo é capa da revista americana The Journal of Neuroscience

Foto:Reprodução

Foto:Reprodução

“Quando se altera a proteína Crtc1, não é possível ativar os genes responsáveis pela sinapse ou por conexões entre neurônios no hipocampo e o indivíduo não consegue realizar corretamente tarefas de memória”, explicou o doutor Carlos Saura, responsável pelo estudo. Ainda segundo ele, “Este estudo abre novas perspectivas para a prevenção e o tratamento terapêutico do mal de Alzheimer”.

O mal de Alzheimer tem 40 milhões de idosos afetados em todo o mundo, e representa um desafio para os sistemas de saúde e para a ciência, que não encontrou nenhum remédio para a doença.

Palmeiras reestreia na Série A com virada sobre o Criciúma

Lancepress

Após amargar a Série B em 2013, o Palmeiras voltou à elite do futebol nacional com uma vitória de virada. Neste domingo, o Verdão visitou o Criciúma, no Heriberto Hulse, e bateu o adversário pelo placar de 2 a 1. Paulo Baier abriu o placar para o Tigre na primeira etapa, e Leandro, que começou o jogo no banco de reservas, empatou para o Alviverde na segunda. Nos minutos finais, Alan Kardec garantiu o triunfo.

Aos 12 minutos do primeiro tempo, o Criciúma fez o primeiro. Paulo Baier bateu falta pelo lado esquerdo cruzando a bola na área. Ela desviou em Alan Kardec, enganou Fernando Prass e entrou.

O Palmeiras tentou reagir de forma imediata. Aos 14, Bruno César alçou a bola na área, também em cobrança de falta, e Bruno rebateu. Dentro da área e livre, Marcelo Oliveira pegou mal na bola e ela subiu demais. Porém, o Verdão não chegou a ensaiar uma pressão e teve neste lance o seu momento de maior perigo na primeira etapa.

Leandro, Palmeiras

Leandro saiu do banco de reservas e abriu caminho para a virada do Palmeiras

Para o segundo tempo, Gilson Kleina voltou com Wesley, que o treinador pretendia poupar, e Leandro, que passou a semana com a Seleção Brasileira pré-olímpica, nos lugares de Josimar e Marquinhos Gabriel, respectivamente. Porém, a princípio, a produção do time pouco mudou.

Aos 12, o árbitro deixou de dar um pênalti claro para o Criciúma. Silvinho recebeu dentro da área e foi atingido por Tiago Alves, mas nada foi marcado.
Com o passar do tempo, o Verdão acelerou, passou a pressionar e conseguiu buscar o empate. Aos 37 minutos, Leandro, acionado no intervalo, recebeu passe de Valdivia e finalizou de primeira de fora da área. A bola desviou na zaga de Criciúma e traiu o goleiro Bruno, que nada pôde fazer.

Cinco minutos depois, Alan Kardec garantiu a vitória do Palmeiras. Wesley bateu falta pelo lado direito da área e o camisa 14 subiu livre para testar com força no canto esquerdo de Bruno e dar números finais à partida.

Na segunda rodada do Brasileirão, o Palmeiras recebe o Fluminense, no Pacaembu, no próximo sábado, às 21h. Um dia depois, o Criciúma visita o Goiás, às 18h30, em local ainda indefinido.

Palmeiras reinicia busca por título no centenário do clube

Lancepress
A caminhada do Palmeiras na Série A recomeça neste domingo, às 18h30. Em busca do primeiro título em seu centenário, o Verdão encara a equipe do Criciúma, que tenta apagar todas as frustrações que teve até agora no primeiro semestre de 2014.

Os dois times não chegaram à final de seus campeonatos estaduais. O Palmeiras foi eliminado pelo futuro campeão Ituano, no Pacaembu. Já o Tigre, além de não disputar o título catarinense, sucumbiu na primeira fase da Copa do Brasil.

O Verdão tem um aproveitamento de 77% em 2014, o terceiro maior de todos os 20 clubes que disputam Primeira Divisão. Fica atrás apenas de Santos, com 78% e Internacional, com 85%. A equipe de Santa Catarina, porém, tem um dos menores aproveitamentos, com apenas 51%.
Receoso, o técnico do Palmeiras, Gilson Kleina, alerta para as diferenças entre as Séries A e B:

– Na Série A a qualidade impera. O erro tem que ser menor. Qualquer jogador pode fazer a diferença. Na Série A, o jogo fora exige mais, a pontuação que você tem que fazer para atingir os objetivos é maior.

E Kleina tem razão, pois o Palmeiras não enfrentará a vida fácil que teve na Série B, em 2013. Apesar de manter a base do elenco para este ano, Kleina adverte que o Verdão ainda precisa de algumas peças:

– Tenho muito orgulho de trabalhar com esse atletas. Mas é claro que nós temos algumas carências. A gente conversa com a diretoria. As carências, vocês sabem que estamos monitorando um lateral-direito e mais um atacante. A gente sabe o que é Palmeiras e o que é Série A.
Pelo lado do Criciúma, nomes conhecidos e criticados no cenário do futebol brasileiro. Além de Paulo Baier, o Tigre conta com a “eterna promessa” Lulinha, ex-Corinthians, além do lateral-esquerdo Cortez, ex-São Paulo e Botafogo. João Vitor, conhecido por episódio de embriaguez nos tempos de Palmeiras, também compõe o time. O técnico do time também é conhecido do palmeirense: Caio Júnior.

Com um time mais forte, a única dúvida do lado alviverde é o atacante Leandro, que passou a semana treinando com a Seleção Brasileira sub-21. Kleina comentou a situação do jovem jogador:

– Relacionamos, mas vamos ver como está. É um jogador de suma importância, mas não trabalhou com o elenco. Se eu puder contar com ele, é de grande importância ser utilizado se for possível.

Com a possível ausência de Leandro, Alan Kardec atuará isolado no ataque do Palmeiras. Nas atividades da semana, Marquinhos Gabriel, Bruno César e Valdívia atuaram no meio campo, armando o jogo para o Verdão.

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio