Arquivo da tag: Zona Leste

Um francês e dois brasileiros são presos por vender ingressos da Copa em Itaquera

Agência Brasil

Três cambistas foram presos nesta segunda-feira em Itaquera, na zona leste da capital paulista, perto da Arena Corinthians (Itaquerão), estádio onde hoje a Holanda enfrentou o Chile em jogo da primeira fase da Copa do Mundo.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, foram detidos um francês, que estava na Avenida José Pinheiro Borges e portava 14 ingressos para o jogo Holanda x Chile; um brasileiro que tentava vender ingressos para um torcedor chileno; e outro brasileiro que estava na Avenida do Contorno e que tinha dois ingressos para o mesmo jogo, além de três credenciais para entrada no estádio.

Dois termos circunstanciados foram registrados no 65º Distrito Policial, em Arthur Alvim, pela venda de ingressos por preço maior que o cobrado no guichê. Já o terceiro caso foi registrado na 1ª Delegacia da Divisão Especial de Atendimento ao Turista (Deatur).

Grupo incendeia dois ônibus na zona leste de São Paulo

Dois ônibus foram incendiados por quatro homens na madrugada desta segunda-feira na zona leste de São Paulo. O ataque aconteceu na Vila Sílvia. De acordo com a Polícia Militar, os coletivos estavam vazios e estacionados no ponto final. O grupo conseguiu fugir e ninguém ficou ferido, segundo informações da rádio CBN.

Testemunhas afirmaram que os homens que incendiaram os ônibus não estavam armados. A suspeita é de que o ataque tenha sido uma represália pela morte de um rapaz pela PM.

Fonte: Terra

Diversidade em união: Cultura brasileira é exaltada em festa de abertura da Copa

Cerimônia marca o início do Mundial na Arena Corinthians

O DIA

São Paulo – Antes de a bola rolar para iniciar a Copa do Mundo, uma grande festa marcou a cerimônia de abertura do Mundial. Um dos momentos mais esperados dos últimos tempos serviu para contar um pouco da história do país que receberá pelos próximos 30 dias o maior evento de futebol do mundo. Culturas e costumes foram contados, visitantes representados e a música tema embalou o fim da festa. A certeza já existia, mas agora é oficial: Vai ter Copa!

Olhar de criança! Índios marcam presença em cerimônia para representar a essência do povo brasileiro

Foto:  Divulgação

Índios de uma tribo paulista também marcaram presença no evento. Carregados em canoas durante o início da cerimônia, os nativos representavam a essência do povo brasileiro defendendo a terra e descobrindo as riquezas do país. A presença indígena chegou para encerrar a primeira parte da festa, que representou a natureza.

FOTOGALERIA: As melhores cenas da festa de abertura da Copa do Mundo

A segunda parte do evento serviu para mostrar a grande diversidade cultural do país. Danças e costumes de diversas regiões do Brasil foram representadas com um grande misto de cores e músicas. Curiosidades de norte a sul do território nacional estavam ali. O gramdo da Arena Corinthians era como um grande palco teatral: 26 estados e o distrito federal presentes na grande mostra de rituais.

O terceiro ato da festa é para representar justamente o futebol. Personagens de diversos países brindam o público da Arena Corinthians num grande encontro de culturas. O globo de led que figurava no centro do gramado passou a representar uma bola: a Brazuca. A hora se aproximava. No exato momento que a bandeira do Brasil entrou no cenário, o ônibus da Seleção estava a poucos metros do estádio.

Claudia Leitte, Pitbull e Jennifer Lopez marcam presença em festa de abertura da Copa

Foto:  Divulgação

Olodum, samba… Um apito anuncia a chegada da verdadeira Brazuca! Um jovem representava o árbitro e levava a bola ao centro do gramado. O globo se abre para Claudia Leitte roubar a cena. A cantora brasileira é a primeira a entoar um canto na abertura, em seguida, Pitbull e Jeniffer Lopez se únem à brasileira e a música oficial da Copa do Mundo passa a embalar a festa.

“Ole ole, ole ola”. Vai ter Copa! As cores da bandeira eram representadas pelas roupas do trio de cantores que empolgou o público presente nas arquibancadas. A cerimônia chegava ao fim e, aos poucos, todos os participantes se despediam da Arena Corinthians. O amarelo era a cor predominante no estádio que, agora, espera apenas pelo pontapé inicial dentro das quatro linhas.

Favorita, Seleção Brasileira inicia caminhada em busca do hexacampeonato

De A Tribuna On-line

N/A

Enfim chegou a hora. É com essa sensação que a Seleção Brasileira entra em campo hoje, no Itaquerão, às 17 horas, para enfrentar a Croácia na partida que abre a Copa do Mundo. E a equipe dirigida por Luiz Felipe Scolari começa o torneio sob a pressão e a sombra de ter que confirmar a condição de favorito.

Vista sob desconfiança até maio de 2013, a Seleção passou por impressionante mudança de status deste então, provocada especialmente pela conquista do título da Copa das Confederações com uma expressiva vitória por 3 a 0 sobre a Espanha na decisão.

Para chegar até a final, porém, a Seleção terá que disputar sete jogos. E é isso que Felipão tem tentado mostrar os seus jogadores, mesmo que também tenha declarado que a sua avaliação aponte para uma final entre Brasil e Argentina. “Esse (o jogo contra a Croácia) é o primeiro degrau. Temos que pensar em um de cada vez”, recomenda.

Mas esse favoritismo já será colocado em jogo no duelo contra os croatas, pois esta pecha, ainda mais por ser o anfitrião da Copa, não permitirá erros. E os próprios jogadores já demonstraram saber disso, que uma Seleção gigante como o Brasil não pode perder, mais uma vez, a Copa em casa, como em 1950. “Grandes seleções como Alemanha e Itália perderam uma Copa e ganharam outra em casa. Nós só perdemos, chegou a hora de ganhar”, lembra o zagueiro David Luiz.

Para que uma nova derrota não se repita, a comissão técnica se cercou de diversos cuidados durante a preparação. Assim, Felipão poderá colocar em campo a sua seleção ideal.

Os olhos estarão, evidentemente, voltados para o atacante Neymar, principal astro da Seleção, mesmo que ele tente, a todo custo, fugir da condição de protagonista, ao menos em declarações públicas. Passar bem pelo “primeiro degrau” é vital para manter vivo o sonho de erguer a taça pela sexta vez.

Brasil

Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luize; Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Oscar e Hulk; Neymar e Fred
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Croácia

Pletikosa; Darijo Srna, Vedran Corluka, Dejan Lovrene Sime; Vrsaljko; Ivica Olic, Ivan Rakitic, Luka Modric,Mateo Kovacice Ivan Perisic;Nikica Jelavic
Técnico:NicoKovac

Árbitro:Yuichi Nishimura(Fifa/Japão)

Local: Estádio Itaquerão, em São Paulo, hoje, às 17 horas.

Arena Corinthians segue em obras a apenas 8 dias da Copa do Mundo

Foto e Texto: Goal
O estádio será palco da abertura do torneio, entre Brasil e Croácia

Os funcionários da Arena Corinthians, em São Paulo, correm contra o tempo para deixar o local pronto para a abertura da Copa do Mundo 2014.

O Estádio irá receber no próximo dia 12 de junho a partida de abertura da Copa do Mundo, entre Brasil  e Croácia, pelo Grupo A. Além da estreia da equipe anfitriã, o local contará também com mais cinco jogos da competição.

Ainda há rotina intensa para a finalização das estruturas internas e externas.

Faltando apenas oito dias para o torneio, as arquibancadas provisórias não estão prontas e por toda parte é possível encontrar operários fazendo ajustes.

 

Explosão em residência mata mulher na zona leste de SP

14/05/2014 

São Paulo, 14 – A explosão de um artefato ainda não identificado, na rua Morubixaba, por volta das 20h30 desta terça-feira, 13, em Cidade Líder, na zona leste de São Paulo, derrubou um cômodo de um sobrado matando uma mulher. Duas crianças foram resgatadas com vida do local pelo Corpo de Bombeiros.

O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foi acionado e vistoriou o local. As causas da explosão, atribuídas inicialmente à explosão de um botijão de gás, foram descartadas.

A polícia suspeita que um morador, parente da vítima e que teria fugido após a explosão, guardava dinamite em casa.

Manifestação contra a Copa reúne 500 pessoas em São Paulo

ImagemCerca de 500 manifestantes, segundo a Polícia Militar (PM), interditam a rua Tuiuti, no Tatuapé, zona leste paulistana, na altura da avenida Radial Leste, na noite desta segunda-feira. O grupo participa do Sexto Ato Contra a Copa, questionando os gastos para o mundial. 

Antes mesmo do começo da passeata, três adolescentes foram detidos dentro da Estação Tatuapé do metrô, segundo a PM, com estilingue, pedras e faca dentro da mochila.

O último ato contra a Copa foi realizado há duas semanas, saindo da avenida Paulista. O grupo, com cerca de 1,5 mil pessoas segui pela Avenida Rebouças até o Butantã. Ao fim do protesto, duas agências bancárias foram depredadas. Houve confronto e 54 pessoas foram detidas.

Na página do Movimento Contra Copa do Mundo 2014, no Facebook, que convocou a manifestação, o evento esportivo é criticado e são cobrados mais investimentos em áreas como saúde e educação. “Vergonha e hipocrisia! Vem me falar que o ponto negativo foi a morte de três trabalhadores? A vida vale muito mais que evento onde quem lucra é a Fifa (Federação Internacional de Futebol). E os hospitais que têm em Itaquera (bairro da zona leste onde fica o estádio do Conrinthians)?”, questionam os organizadores da manifestação.

Nádia Campeão classifica Itaquerão como marco

ImagemA vice-prefeita de São Paulo, Nádia Campeão, coordenadora do Comitê Especial para a Copa do Mundo, acredita que os investimentos municipais e estaduais realizados em Itaquera, na zona leste da cidade, em razão do evento, serão um marco para o desenvolvimento econômico e educacional da região. Para as obras de infraestrutura locais foram destinados cerca de R$ 150 milhões do orçamento municipal e R$ 398 milhões do governo estadual.

No entanto, as opiniões sobre o evento são ainda controversas entre os brasileiros: parte da população entende que o dinheiro empregado em construção de estádio poderia ser utilizado para melhorias em outros setores públicos, como saúde, educação e mobilidade urbana. Nádia defende que as obras da Copa do Mundo irão “preparar o terreno” da zona leste para receber os demais equipamentos públicos previstos até o final gestão de Fernando Haddad (PT) em 2016.

“Nós não estamos acostumados a ver um estádio como um gerador de emprego, de renda, uma atividade econômica. Qualquer cidade que quer atrair, por exemplo, uma nova fábrica, um novo empreendimento, costuma dar facilidades porque sabe que aquele investimento que vem irá gerar benefícios econômicos a longo prazo. Então, as vezes há isenção de imposto territorial, de IPTU, de ISS.”

Ela destaca que o entorno da estação Itaquera, da Linha 3 Vermelha do metrô, era “completamente desocupado” antes da construção do estádio de futebol, conhecido como Itaquerão, iniciada há três anos. A prefeitura pretende transformar a área em um polo econômico institucional e promete dar continuidade aos investimentos estimulados com a organização do mundial.

“A zona leste vai receber muitos benefícios sociais e urbanísticos”, afirma a vice-prefeita. Hoje, além da Arena Corinthians, estão instaladas na região apenas a Faculdade de Tecnologia (Fatec) Professor Miguel Reale, de ensino superior, e a Etec Itaquera, escola técnica de ensino médio. Após a Copa, serão construídas unidades do Sesi e do Senai, além de um Fórum no local.

Para facilitar a mobilidade urbana, o bairro também precisou receber obras de infraestrutura viária, como o recapeamento de vias e a criação de alças de acesso à Marginal Tietê e ao Rodoanel – o perímetro que interliga as principais rodovias do estado desviando o tráfego sobretudo de caminhões do centro expandido. As principais avenidas do extremo leste da cidade, Jacu Pêssego e José Pinheiro Borges, foram interligadas. “Os investimentos para a Copa não são um valor jogado fora, que não retornam para a cidade. Eles são preparatórios para todos os equipamentos que nós vamos receber ali na região. Não há como construir sem ter calçada, iluminação, e forma de acesso”, argumenta a vice-prefeita.

A zona leste concentra cerca de 4 milhões dos habitantes da cidade de São Paulo, o que corresponde a 36% da população. Entretanto, apenas 16% dos empregos oferecidos na cidade estão na região.

Ambulantes

Embora as obras da Arena Corinthians tenham criado cerca de 6 mil empregos diretos e outros 20 mil de forma indireta, a questão trabalhista ainda é ponto de conflito na realização do mundial. Em acordo com a Fifa, o governo federal proibiu que vendedores ambulantes trabalhem nas imediações dos estádios durante a Copa do Mundo. A venda de produtos e alimentos seria assegurada apenas aos patrocinadores oficiais do evento. A medida causou revolta entre os setores envolvidos, que viam no mundial de futebol uma oportunidade de trabalho.

Em São Paulo, a prefeitura assumiu papel de intermediação de um acordo entre as empresas parceiras do mundial e o Fórum dos Ambulantes de São Paulo. Pelo acordo, A criação de empregos temporários no entorno do estádio privilegiará esses profissionais, o que inclui as atividades organizadas em torno das partidas em praças, conhecidas como Fifa Fun Fest. “Nós pudemos formalizar e legalizar o trabalho dos ambulantes em parceria com os patrocinadores. Eles fornecerão o produto e os uniformes e o fórum vai listar os trabalhadores que querem atuar durante a copa”, explica a coordenadora do Comitê Especial para a Copa do Mundo, em entrevistas à TVT e à Rádio Brasil Atual.

Fonte: Brasil247 

Irmão de MC Gui é enterrado em São Paulo

DIÁRIO DA MANHÃ|DANIELLY SODRÉ

O funkeiro prodígio Mc Gui acompanhou o enterro do irmão, Gustavo Castanheira Alves, de 17 anos no cemitério da Vila Alpina, na Zona Leste de São Paulo, na manhã desta terça-feira (22). Após o enterro, o contor do funk ostentação, a irmã Stephanie e amigos foram até a loja da família, no Jardim Imperador, também na zona leste, prestar uma homenagem ao rapaz. Com dezenas de amigos, eles interditaram a avenida Luis Pires de Minas, acelerando motos até deixar marcas no asfalto. A interdição durou apenas alguns minutos, mas atrapalhou o tráfego na região. 

Gustavo morreu na madrugada de segunda-feira (21), a causa da morte teria sido um infarto fulminante, apesar de o jovem nunca ter apresentado um histórico de problemas cardíacos. Segundo o empresário de MC Gui, Gustavo estava em um churrasco, com os amigos, quando começou a passar mal. “Provavelmente, ele morreu a caminho do hospital. Ainda estamos aguardando o laudo do IML [Instituto Médico Legal]”, afirmou.

Foto:Ale Vianna/Brazil Photo Press/Estadão

Foto:Ale Vianna/Brazil Photo Press/Estadão

Assim que soube da morte do irmão, o funkeiro lamentou em sua página no Instagram. “Meu irmão, meu amor! O cara que eu mais amo nessa vida! Deus levou ele! Gente, por favor, me ajuda! Não sei o que fazer, meu irmão morreu. Te amo, Gu! Volta pra mim, mano! Meu irmão. Gustavo, volta pra cá, por favor, Senhor! Deus, não leva ele assim. Eu amo tanto ele. Guuuu volta”, escreveu.

MC Gui

Um dos principais novos nomes do funk ostentação, gênero que explodiu no Estado de São Paulo, MC Gui é autor de músicas como “Ela Quer”, um dos sucessos entre aqueles que frequentam os “rolezinhos”.

Dois ônibus e um carro são incendiados na zona leste

Estadão Conteúdo

Dois ônibus e um carro foram incendiados na noite deste domingo na Estrada Dom João Nery, no Itaim Paulista, zona leste de São Paulo. Ninguém ficou ferido. 
 
Segundo a Polícia Militar, cerca de 200 pessoas faziam uma manifestação na altura do número 3.500 da via e atearam fogo em dois ônibus e em um carro que passavam pela estrada. O Corpo de Bombeiros foi acionado e controlou as chamas. 
 
O caso foi registrado no 50°DP (Itaim Paulista). Ninguém foi detido e ainda não há informações sobre a causa do protesto.

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio