Ervas eróticas

Produtos naturais têm sido usados contra o problema da impotência

DIÁRIO DA MANHÃ | SAULO HUMBERTO

Tribullus Terrestris in naturaVocê já ouviu falar no citrato de sildenafila ou sildenafil? Com certeza já conhece, mas com um nome mais popular: Viagra. Conhecido também como remedinho azul, este produto chegou ao mercado, em 1998, e desde então tem ajudado muitos homens durante o ato sexual. Mas, há algum tempo algumas ervas medicinais que possuem o mesmo efeito tem ganhando cada vez mais destaque e desta forma substituindo a pílula azul.

O acadêmico de Farmácia e vendedor da Raiz Forte Ervas, Vinicyus Muriell Gomes, destaca quais são as ervas mais conhecidas: “Catuaba, ginseng, guaraná, vergateza, nó de cachorro, marapuama, tribullus terrestris, maca peruana, damiana, rozeta”, informa.

Segundo Vinicyus, se elas forem cascas ou raízes devem ser consumidas na forma de chá, mas se forem na forma de extrato seco (pó) deve-se diluir em água, sendo uma colher de chá em meio copo com água. Em relação as receitas, entre as várias existentes ele cita uma. “Uma delas que tem grande eficácia são as vitaminas energéticas com frutas e pós-solúveis dessas ervas”, explica ele. “Uma das ervas que tem um efeito bem mensurável é a Máca Peruana e o Tribullus terrestris”, complementa.

Questionado se há consequência ou contra indicação na utilização desse tipo de produto, ele afirma que na maioria delas não há. “Mas as pessoas que sofrem com problemas cardíacos ou pressão alta tem que ficar atentas com ervas que contém uma concentração de cafeína, exemplo dela é o guaraná”, explica.

O vendedor da loja A Raizeira, Washington Rodrigues, informa que as ervas mais conhecidas e mais vendidas são catuaba, vergateza, roseta e guaraná, e destaca que podem ser usadas em raiz ou pó. “Em raiz, como chá ou garrafada no vinho ou aguardente, e em pó, preparada em cápsula”, diz.

Washington afirma: “É melhor fazer garrafada em pó, porque surte efeito mais rápido, de um dia para o outro”, enquanto que na raiz, a pessoa demora de 15 a 20 dias para começar a tomar. Ele deixa uma recomendação: “Pessoas com problema de pressão alta, problemas de coração não é indicado muito o guaraná, mas pode tomar a cápsula”, afirma.

O que se destaca nesta questão é o grande número de jovens que vem utilizando esses produtos naturais. O vendedor da loja A Raizeira, Washington Rodrigues afirma que tem percebido o aumento nas vendas, e que inclusive já atendeu menores de idade comprando os produtos. “De dois anos para cá aumentou bastante a venda. Ontem mesmo vendi para um jovem menor de 18 anos”, relata.

O acadêmico de Farmácia e vendedor da Raiz Forte Ervas, Vinicyus Muriell Gomes, tenta explicar a razão desse aumento: “Algumas dessas ervas agem em vários fatores, tanto no cansaço físico como mental. Outras ervas, por exemplo, tem funções de aumentar o libido, tanto no homem quanto na mulher”, diz. Vinicyus também cita outro fator que influencia no aumento da procura. “Algumas dessas pessoas já entendem que a ingestão desses produtos não agem só no combate, mas na prevenção desses sintomas”, conclui.

Contradição

O urologista e especialista em sexualidade masculina, Paulo Tadeu Machado diz que a Medicina é baseada em evidências e que o achismo acabou. Em relação a essas ervas ele é direto: “É comprovado cientificamente que não funciona.” Segundo o médico, o paciente que realmente precisa de ajuda não vai se curar com esse medicamento. O profissional afirma que elas provocam efeito placebo. “O efeito é mais psicológico do que físico em si”, explica. 

Viagra

Um dos medicamentos mais conhecidos para estímulo sexual é o Viagra. “Ele é o primeiro medicamento da indústria para impotência liberado nos Estados Unidos, e que revolucionou o mercado”, diz o médico.

O urologista afirma que o Viagra é um dos remédios mais utilizados no mundo, pois é barato e promove “uma ação muito boa”. O medicamento age nos vasos sanguíneos dentro do pênis, facilitando as dilatações, o que faz com que mais sangue permaneça no interior do órgão genital, levando a ereção.

Em relação ao uso, Paulo informa que tanto o Viagra como as medicações semelhantes precisam de estimulo sexual para funcionar, e deve ser utilizado algum tempo antes da relação: “40 minutos, uma hora antes”, afirma.

Assim como todo medicamento, o estimulante sexual também possui efeitos colaterais. “Calor na face e alteração na coloração da visão são alguns”, informa o médico, que também destaca que quem possui coronoariopatia (doenças que atinge as artérias do coração) não deve usar o produto. “Não pela doença, mas devido ao uso do remédio”, diz. 

Recomendações

O uso de Viagra por pessoas mais jovens têm aumentado, e o médico não recomenda o uso desse ou produtos semelhantes pra quem não tem problemas sexuais. Ele afirma que muitos jovens utilizam para melhorar o desempenho do ato sexual. “É muito difícil melhorar o que é bom, não vai ficar mais potente”, explica. Ele também diz que não é qualquer pessoa que deve utilizar esse produto. “Tem que ver se o paciente tem condições clínica e física para utilizar o Viagra”, finaliza. 

Fator psicológico

A psicóloga, psicoterapeuta e especialista em Sexualidade Humana pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Maria Celisa Meirelles Barbalho, afirma que a pessoa precisa ter o desejo, a fantasia, para que a medicação possa surtir um melhor efeito. “O simples uso do medicamento pode ser uma ação mecânica. A pessoa precisa se sentir atraída pelo parceiro”, afirma.

Segundo a psicoterapeuta, a educação também exerce influência no fator sexual. “Uma educação repressora afeta negativamente a sexualidade”, explica. Ela também cita outros quesitos que exercem influência negativa na sexualidade do casal. “Aqueles casais que se desentendem muito, onde falta atenção, carinho, cuidado, cumplicidade, falta de interesse pelo mundo do parceiro, onde há luta de poder e discórdia, terão mais possibilidade de desenvolver problemas sexuais”, diz.  

Questionada sobre como a pessoa se sente quando ocorre alguma falha no medicamento que estimula a relação sexual, ela é direta. “A pessoa se sente frustrada, desiludida, por isso a importância de uma psicoterapia sexual para casal”, e complementa, “O tratamento para disfunções da sexualidade precisa ser feito por uma equipe multidisciplinar: o médico, que ministra o medicamento, o psicólogo, que trabalha as questões envolvidas na sexualidade do casal, e às vezes, fisioterapeuta especialista em sexualidade, nutricionista”, explica.

Ela declara que o tratamento pode promover uma mudança no casal. “Na presença do terapeuta, o casal vai trabalhar as dificuldades e bloqueios da sexualidade. Esses, muitas vezes, são psicológicos e tem a ver com o casal em si e também com o tipo de educação que tiveram em sua infância e juventude. Quando o casal se conscientiza da responsabilidade de cada um nestas questões, eles podem tentar novos meios de melhorar o relacionamento e a sexualidade”, finaliza.

NOIS

Além de urologista e especialista em sexualidade masculina, Paulo Tadeu Machado também é coordenador do Núcleo de Orientação Interdisciplinar em Sexualidade (NOIS), do Hospital Geral de Goiânia Alberto Rassi, conhecido como HGG. Este é o primeiro e único programa de sexualidade humana do Estado de Goiás.

O médico informa que a pessoa que se sentir com problemas sexuais pode procurar qualquer unidade de saúde pública como os Centros de Atenção Integrada à Saúde (CAIS), em Goiânia, ou os Postos de Saúde, no Interior. “O homem vai ser consultado pelo clínico geral, e a mulher, por ginecologista, e devem pedir encaminhamento para o Nois”, explica. 

Segundo o site do HGG, o Nois é vinculado ao Ambulatório de Urologia/Andrologia da unidade. A equipe é integrada por enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos, médicos urologistas, enfermeiros, técnicos em enfermagem e por uma médica ginecologista. O coordenador explica que após o encaminhamento, a pessoa será avaliada por um médico e depois por uma psicóloga, e serão acompanhados individualmente, em grupos ou casais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s